Cassilândia, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

04/09/2014 10:53

Caso Samila: delegado diz ter dúvidas se choque anafilático causou morte

Bruna Girotto

O delegado de Polícia Civil de Cassilândia, Alexandro Mendes, em entrevista ao programa Rotativa no Ar, da Rádio Patriarca falou há pouco sobre a investigação relacionada à morte da criança Samila Barbosa, 5 anos, no dia 23 de agosto na Santa Casa em Cassilândia (MS).

A criança foi internada e, após tomar um remédio intravenoso, faleceu. 

"Estamos seguindo com as investigações. Estamos apurando os fatos. Ontem e terça nós fizemos a oitiva de boa parte dos funcionários da Santa Casa. Queremos entender, da parte dos funcionários, o que aconteceu", disse o delegado.

Para o chefe da Polícia, está sendo constatado que as informações obtidas pelos funcionários batem com a declaração da mãe. "Logo após a medicação a criança desfaleceu no colo da mãe", afirmou.

Porém, o delegado está apurando até que ponto pode se considerar o choque anafilático, como tem se ventilado, o motivo da morte da Samila. "Isso estamos apurando. Até que ponto isso daí pode ser um choqque anafilático. O choque causa o edema de glote, que vai ocasionar asfixia. Pelos relatos, não só da mãe mas dos funcionários, foi imediato o desfalecimento da criança. Essas questões estamos analisando. Estamos aguardando o exame necroscópico", relatou o delegado.

Alexandro acredita que está ficando delicado explicar como um choque anafilático pode ser tão rápido, por mais grave que seja. "Na via intravenosa, eu penso que não seja tão rápido. Uma coisa que eu vejo incompatível, eu não sou profissional da Medicina, dentro das pesquisas que realizei, o que parece incompatível é o choque anafilático ser tão rápido quando foi verificado. Isso me sugere outras coisas que podem ter desencadeado o desfalecimento".

O delegado afirmou categoricamente: "Dizer que houve postura inadequada de médico, ou da Santa Casa, não direi agora". Ele quer esperar que os fatos sejam esclarecidos antes de questionar tais posturas. 

O médico legista de Paranaíba irá pedir dilação do prazo para entrega do laudo. Serão mais 10 dias de prazo, a partir do momento em que o delegado for notificado por ele acerca deste pedido.

A entrevista foi feita por Renata Dutra, repórter da Rádio Patriarca.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
03:14
Loteria
Terça, 06 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
09:00
Maternidade
Segunda, 05 de Dezembro de 2016
21:32
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)