Cassilândia, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

04/12/2009 13:37

Caso Dudu: Perícia não conseguiu extrair DNA de osso

Campo Grande News/ Aline dos Santos

A perícia não conseguiu extrair DNA dos fragmentos de ossos apontados como sendo do menino Luiz Eduardo Gonçalves, o Dudu. O material foi encontrado em um terreno na saída para São Paulo.

Conforme a coordenadora-geral de perícias, Ceres Maksoud, a amostra foi analisada em Mato Grosso do Sul, Minas Gerais e Bahia. “Também foi levado a Brasília, durante um seminário sobre extração de DNA”. Contudo, as amostras estavam calcinadas, ou seja, foram expostas a altas temperaturas. Segundo ela, as amostras foram devolvidas à Polícia Civil.

Cinco pessoas foram acusadas de envolvimento na morte do garoto. Três adolescentes foram condenados a três anos de internação na Unei. Já Holly Lee de Souza e José Aparecido da Silva Bispo estão presos, aguardando decisão se irão a júri.

Conforme conclusão da polícia, em 22 de dezembro de 2007, Dudu foi surpreendido por Holly e mais três adolescentes quando estava na rua Clevelândia, no Jardim das Hortênsias. Eles o espancaram com socos e chutes.

Inconsciente, o menino foi levado para a casa de Cido, onde apanhou mais. Depois, Dudu foi levado para um terreno baldio do bairro, onde foi agredido até a morte. Um mês após o assassinato, o corpo de Dudu foi desenterrado, cortado em pedaços e queimado.



Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)