Cassilândia, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

13/04/2005 08:28

‘Casa’ de juiz é alvo de atirador em Ponta Porã

Dourados News


Um homem armado tentou invadir na madrugada de ontem o hotel de trânsito do Exército em Ponta Porã, onde mora o juiz federal Odilon de Oliveira, responsável por prisões e condenações de grandes traficantes da fronteira com o Paraguai. Ele teria disparado dois ou três tiros em direção aos sentinelas do Exército, que revidaram. Ninguém teria ficado ferido. Até às 19h30 de ontem não havia informação sobre a identidade do atirador, que teria entrado em uma Blazer escura após o tiroteio.

Odilon de Oliveira dormia no momento do atentado, por volta de meia-noite e meia. Ele não quis comentar o fato com os jornalistas, mas o Diário MS apurou que ele ouviu os tiros. No fim da tarde de ontem, peritos da Polícia Federal e do Exército fizeram uma vistoria no local. O caso está sendo investigado pelo delegado Guilherme Farias.

O hotel de trânsito é uma instalação militar pertencente ao Exército, localizado na Avenida Brasil, no centro de Ponta Porã. O local é utilizado como alojamento pelos oficiais que visitam a fronteira. Ali, por medida de segurança, também mora o juiz federal Odilon de Oliveira. Além da segurança externa feita pelo Exército, policiais federais vigiam o quarto do juiz o tempo todo.

Segundo uma fonte ligada ao esquema de segurança do juiz, um homem armado foi visto por soldados do Exército nos fundos do prédio onde funciona o hotel de trânsito. No local há um terreno baldio. O desconhecido estaria tentando pular o muro quando foi visto pelos soldados.

Os militares que compõem a guarda do local foram mobilizados. O homem, ao notar a presença dos militares, teria efetuado um disparo na direção dos guardas. Houve revide por parte dos militares. O tiroteio durou alguns segundos e o homem fugiu em seguida.

O tenente-coronel Gomes da Costa, comandante do Exército em Ponta Porã, confirmou a tentativa de invasão do hotel e confirmou também que os solados trocaram tiros com o suposto invasor.

Desde que chegou à fronteira, Odilon de Oliveira conta com impressionante aparato de segurança. São agentes da Policia federal que fazem a proteção de Odilon dia e noite. Todos usam armas e equipamentos sofisticados.

A medida é para proteger a vida de Odilon, que se tornou conhecido após as decisões envolvendo grandes traficantes, sonegadores e contrabandistas da região. A mais recente foi o pedido de extradição dos traficantes brasileiros Alberto Parra, Odacir Antonio Dametto e Carlos Alberto da Silva Duro. Eles estavam presos no Paraguai e agora aguardam julgamento em Campo Grande.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
10:00
Receita do dia
Domingo, 10 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)