Cassilândia, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

31/05/2005 15:20

Casa Civil terá que explicar saques com cartões

A Mesa da Câmara dos Deputados aprovou hoje Requerimento de Informação de autoria do deputado Murilo (PFL-MS) solicitando ao ministro José Dirceu, da Casa Civil, que esclareça sobre saques em dinheiro feitos por meio de cartões de crédito corporativos do Palácio do Planalto. O pedido de informações será encaminhado a Dirceu, que terá 60 dias para responder às questões levantadas por Murilo.

"Queremos saber qual o gasto total efetuados com cartões de crédito corporativo, quantos servidores são detentores desses cartões, quais as razões que justificam essa titularidade e qual o valor total em dinheiro sacado por meios de cartões corporativos. Além do detalhadamente das despesas que esses recursos foram empregados", enumerou Murilo.

O cartão de crédito corporativo é destinado à compra de passagens aéreas, a gastos com deslocamento de autoridades e ao pagamento de materiais e serviços mais urgentes na Presidência, como lanches ou cartuchos de tinta para impressoras. Em um único mês, entretanto, C.P.C, funcionário do Palácio do Planalto, sacou em dinheiro vivo com o cartão corporativo mais de R$ 78 mil, o suficiente para quatro passagens de São Paulo a Paris, em primeira classe, ida e volta. A fatura do mês de janeiro do mesmo cartão, descontados os saques, já havia alcançado R$ 287,7 mil. O suficiente para comprar 15 carros populares, do modelo mais barato.

Segundo Murilo, o que deveria ser uma situação excepcional, ou seja, saques em dinheiro com cartões para despesas imediatas, virou rotina. Nos dois primeiros anos do governo Lula, os gastos com cartões corporativos da Presidência da República chegaram a R$ 16,7 milhões. Os saques em dinheiro ficaram em aproximadamente R$ 6 milhões.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 10 de Dezembro de 2016
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)