Cassilândia, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

05/07/2005 07:41

Carvoarias de MS amargam prejuízos e planejam demissões

Marineiva Rodrigues/Campo Grande News

A queda no preço do dólar que pôs em ponto-morto as exportações da siderurgia nacional também trouxe conseqüências para os empresários do setor do carvão em Mato Grosso do Sul. Com o dólar em queda livre e as exportações retraídas, o setor siderúrgico deverá rever para baixo sua previsão de vendas no mercado interno para 2005 e principalmente para o mercado externo.

O IBS (Instituto Brasileiro de Siderurgia), previa um crescimento de 10,2% para as vendas internas neste ano, o que já significaria um desempenho menor que o registrado no ano anterior, quando foi registrada alta de 15,4%. A revisão para 2005, no entanto, só deverá ser feita pelo IBS neste mês de julho. As estimativas de exportações de aço para 2005 são de 11,6 milhões de toneladas, um volume 2,9% menor que o exportado em 2004.

Com a redução nas exportações do ferro, principal produto exportado pelo setor, a crise chega até os produtores de carvão, que é um dos componentes importantes na qualidade do ferro.

Na cidade de Ribas do Rio Pardo, a 94 quilômetros de Campo Grande, a crise nas vendas está gerando prejuízos para os empresários do setor do carvão.

Uma fila de aproximadamente 170 caminhões mostra a difícil realidade enfrentada na região. Com a queda nas exportações, os empresários foram obrigados a reduzir a produção e isso significa redução de empregados.

Na empresa Carvomundi, do empresário Claudinei Nunes, a redução na produção chega a 80% e um grande número de demissões. Segundo Nunes, pelo menos mil trabalhadores já foram dispensados nas dez empresas do setor instaladas na cidade.

O empresário diz que em Minas Gerais, principal compradora de Mato Grosso do Sul, o valor pago ao metro do carvão caiu de R$ 130 para R$ 60. Os caminhões chegam a ficar na fila até 15 dias. O empresário amarga um prejuízo próximo dos R$ 400 mil por mês.

Nunes diz que a luz no fim do túnel para acabar com a crise, que já dura há mais de cinco meses, é o preço do dólar reagir e ficar na casa dos R$ 2,70. Ele acredita que isso deva acontecer a partir do mês de novembro.

Segundo o economista Paulo Ponzine, essa crise é o reflexo do efeito dominó. Com a queda nas exportações do ferro, por causa do preço do dólar, o carvão, que é um componente importante na composição do processo produtivo, acaba sofrendo com a queda na produção, pois diminui a procura.

Segundo Ponzine, o carvão não é um simples combustível para as siderúrgicas, mas o único produto que pode melhorar a qualidade do ferro, modificando suas características e garantindo qualidade do produto. Enquanto a solução não chega, os empresários reduzem a produção e vão se virando como podem.

Em Cassilândia, a situação no setor, não é diferente.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 02 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
Quinta, 01 de Dezembro de 2016
11:00
Mundo Fitness
10:00
Receita do Dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)