Cassilândia, Sexta-feira, 25 de Maio de 2018

Últimas Notícias

17/05/2016 17:45

Carta aberta ao prefeito Marcelino Pelarin

João Pampalona
Carta aberta ao prefeito Marcelino Pelarin

João Pamplona postou a seguinte Carta Aberta em seu Facebook. Leia:

 

Talvez no Facebook eu seja uma das pessoas que mais tenha parabenizado a administração do prefeito Marcelino Pelarin. Elogiei a revitalização do Córrego Cedro, elogiei a implantação da usina de asfalto, elogiei a honradez no pagamento dos compromissos da Prefeitura Municipal e elogiei até a aquisição da caminhonete S-10 adquirida para atender o prefeito em suas viagens. Nunca concordei com essa história de que o chefe do poder executivo tenha que viajar com carro da saúde, ou pagar de “simprão” na capital ou em Brasília, pois ele representa a todos e sua postura e sua presença nos locais é um reflexo da sociedade que ele representa.


Mas apesar de tudo isso tenho que lembrar ao chefe do poder executivo e a seus assessores que a gestão de um munícipio não pode e não deve cuidar apenas de construções. Antes de mais nada deve se priorizar as pessoas em especial as mais necessitadas.


Digo isso porque infelizmente a verba da merenda que obrigatoriamente deveria ser repassada para a APAE (Associação dos Pais e dos Excepcionais) ainda continua suspensa pela atual administração e tal fato já ocorre há alguns meses. Tenho uma irmã que estuda na instituição e recentemente tomei ciência do problema e me dispus a colaborar para encontrar uma solução.


Ao conversar com o procurador jurídico do munícipio fui informado que a verba não estaria sendo repassada porque faltaria uma certidão da área de Assistência Social dentro do MEC para a celebração do convênio.
Sem entrar no mérito da questão, ou seja, se a certidão é ou não é necessária pois a instituição diz que não é a administração diz que é faço uma pergunta ao prefeito Marcelo Pelarin: E as crianças, como ficam?
A instituição tem cadastro no MEC , na secretaria de Estado de Educação e também é reconhecida pelo Conselho Municipal de Educação como escola e como tal tem direito ao repasse além do repasse do FUNDEB que por lá nunca apareceu mas que da parte do Estado é depositada em dia.


Penso como cidadão e como responsável por uma aluna da instituição que as diferenças, os ajustes e as opiniões pessoais deveriam ser deixadas em segundo plano e que o objetivo maior deveria ser as pessoas que ali são atendidas. No total de 118, algumas de cidades da região que diga-se de passagem colaboram e muito mais do que Cassilândia.
Vejo um esforço enorme para solucionar entraves burocráticos para a realização de obras, para doação de área para empresas para a solução de problemas diversos e para se dar comida para crianças excepcionais observo um ritmo meramente burocrático como se a administração nada tivesse a ver com os destinos de quem ali estuda.


FINALIZANDO:
Lembro ao prefeito Marcelo Pelarin e a seus assessores que a maior obrigação de um líder é cuidar dos seus liderados e peço que o empenho mostrado na execução da bela obra da revitalização do Córrego também seja voltado para a solução do problema das crianças da APAE.


Não por dó, porque disso elas não precisam mas por respeito !

Caro Pamplona, como voluntária da APAE e esposa do prefeito, tomo a liberdade para responder algumas questões referentes a sua Carta Aberta em seu Facebook e depois postada no Cassilandianews.
Fico feliz em saber que V.S esta preocupado com a situação da APAE, porém acredito que foi muito mal informado, não pelo Procurador do Município, más sim pelas pessoas que te levaram a tirar a conclusão do mérito da causa.
Ora o procurador foi claro, más não está sendo repassado valor de verba alimentícia devido a falta de Certidão e a APAE sabe do problema, porque não regulariza referida Certidão?
Ora as verbas do Fundeb são rigorosamente controladas e a APAE sabe disso, tanto que quando da prestação de contas se sobrar R$ 0,02, o valor tem que ser devolvido. Assim basta regularizar a Certidão.
 
Ana Maria Gouveia Pelarin em 18/05/2016 11:38:07
Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 25 de Maio de 2018
Quinta, 24 de Maio de 2018
10:00
Receita do dia
Quarta, 23 de Maio de 2018
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)