Cassilândia, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

30/06/2004 15:49

Carne: novas informações sobre término do embargo

Mapa Imprensa

A Rússia suspendeu hoje (30/06) o embargo à carne brasileira, decretado há 12 dias em razão do registro de um caso de febre aftosa no Pará, anunciou o ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Roberto Rodrigues. “O secretário de Produção e Comercialização, Linneu da Costa Lima, que está chefiando a missão enviada a Moscou, informou-nos que foi assinado um acordo com o governo russo permitindo a imediata retomada das nossas exportações de carne para aquele mercado.” Segundo ele, a decisão demonstra a confiança da Rússia nas providências do Brasil para manter o programa de vacinação contra a doença nas regiões exportadoras.

O Pará foi excluído das negociações, esclareceu Rodrigues. O estado ainda não foi reconhecido como livre de aftosa com vacinação e não atende o mercado externo. O Mato Grosso também não poderá exportar, ao menos por enquanto, para a Rússia. “O acordo sanitário Brasil-Rússia prevê que estados vizinhos àquele onde for registrado um foco de aftosa ficarão impedidos de exportar para aquele mercado por até 12 meses”, lembrou. Por isso, o Mato Grosso está proibido de vender carne para os russos. O ministro garantiu, porém, que o governo tentará reverter essa decisão antes de um ano. “A expectativa é de que possamos liberar as exportações mato-grossenses num prazo menor.”

Rodrigues destacou que a Rússia é hoje um dos principais destinos da carne brasileira, em especial de suíno e de frango. No ano passado, o Brasil exportou 83,4 mil toneladas para o mercado russo, representando US$ 100 milhões. O Mato Grosso respondeu por 4,9% das vendas de carne brasileira a Rússia. O ministro ressaltou ainda que a decisão é importante principalmente para os estados do Sul do país, responsáveis pela maior parte dos embarques de carne para a Rússia.

Na entrevista concedida após participar de uma reunião na Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB), o ministro informou que o governo vai investir R$ 104 milhões no programa de defesa sanitária em 2004. De acordo com Rodrigues, a febre aftosa deve estar erradicada em todo o território nacional até 2005. “Mas as campanhas de vacinação continuarão a ser realizadas até 2007.” Ele afirmou ainda que o secretário Linneu tratou com as autoridades russas sobre a abertura do mercado brasileiro ao trigo daquele país. “Como a Rússia não tem excedentes nesta safra, qualquer negociação só terá vigência a partir do próximo ano.”

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)