Cassilândia, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

14/12/2007 09:39

Carne: falta de rastreabilidade faz UE ampliar restrição

Fernanda Mathias/Campo Grande News

Problemas detectados na pecuária brasileira durante visita de técnicos da União Européia, em novembro, principalmente referentes à rastreabilidade, fizeram com que a União Européia anunciasse o aumento das restrições à carne brasileira.

A Europa é um mercado importante pelos preços que paga. Mato Grosso do Sul, um dos estados visitados, está impedido de exportar para Países daquele continente desde outubro de 2005, quando ocorreram casos de febre aftosa.

O superintendente federal de Agricultura, Orlando Baez, garante que dentre os estados visitados pela missão Mato Grosso do Sul teve a melhor apresentação. Segundo ele, o ponto falho encontrado pelos técnicos em todo o País é a falta de rastreabilidade. No caso de Mato Grosso do Sul, são apenas 3 milhões de animais incluídos no novo Sisbov, menos de 15% do rebanho total.

Baez ressalta que os europeus terão que entender que o sistema produtivo brasileiro é muito diferente do europeu, por isso a dificuldade de atingir 100% de rastreabilidade. Enquanto na Europa o gado vive quase que em situação de confinamento, no Brasil a pecuária é extensiva. E há peculiaridades, como o caso do Pantanal, onde o manejo é ainda mais difícil.

Para Baez o cunho das restrições é mais comercial, porque o Brasil se inseriu de forma definitiva entre os principais exportadores de carne bovina. Ele afirma, porém, que o mercado europeu é muito importante. Nesta quarta e quinta-feira Mato Grosso do Sul foi visitado por uma missão da OIE (Organização Internacional de Saúde Animal) e o governo está confiante de que em maio o Estado retomará o status de área livre de febre aftosa com vacinação.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)