Cassilândia, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

16/02/2008 08:22

Carne: Delcídio propõe ação conjunta

Cadu Bortolotto

O senador Delcídio do Amaral (PT/MS) disse nesta sexta-feira em Maracaju, durante visita ao Showtec 2008, que a solução para os problemas econômicos provocados pela febre-aftosa em Mato Grosso do Sul, como o embargo da União Européia à carne bovina produzida no Estado, passa por acordos bilaterais envolvendo os governos do Brasil, Paraguai e Bolívia.

- Não podemos continuar realizando ações isoladas porque esse é um problema que merece uma ação integrada com os países vizinhos. Foi assim que os Estados Unidos resolveram a questão da febre-aftosa ainda na década de 40 do século passado, unindo forças e investindo nos seus vizinhos México e Canadá. Aqui devemos fazer a mesma coisa em relação ao Paraguai e a Bolívia – comentou o senador, que aproveitou para encaminhar a proposta ao ministro da Agricultura e Pecuária, Reinold Stephanes, também presente ao evento, que é promovido pela Fundação MS Para Pesquisa e Difusão de Tecnologias Agropecuárias.

Delcídio solicitou também uma reunião de toda a bancada de Mato Grosso do Sul com o ministro Reinold Stephanes, em Brasília, já no início da próxima semana, para expor a preocupação com os efeitos da medida da União Européia à economia sul-mato-grossense.



“Como na Showtec estão vários parlamentares da nossa bancada, aproveitamos a presença do ministro para fazer uma prévia dessa reunião, pois não podemos aceitar o embargo imposto pela União Européia, depois de tanto esforço e investimento em vacinação, rastreamento e monitoramento, e no momento em que os pecuaristas de Mato Grosso do Sul estavam começam a tomar fôlego. Esse embargo é, no mínimo, injusto”, declarou o senador.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 05 de Dezembro de 2016
21:32
Loteria
13:15
Cassilândia
09:00
Maternidade
Domingo, 04 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)