Cassilândia, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

16/03/2015 10:36

Capital: povo nas ruas, políticos em casa

Manoel Afonso

Procurei nas fotos e não localizei um só político de expressão empunhando cartaz ou faixa na manifestação de Campo Grande neste domingo. A explicação estaria – primeiro - na péssima imagem da classe política aos olhos da sociedade – segundo – nos interesses de cada um deles.


O Governador Reinaldo apenas posicionou-se favorável ao ato e habilmente evitou se aprofundar nos motivos, mesmo sendo do partido derrotado na sucessão presidencial. Aliás, foi mais contido que Aécio Neves. Reinaldo quer manter as boas relações com o Planalto para viabilizar seus projetos administrativos.


Vejamos agora os senadores. Delcídio é do PT que vive sob intenso bombardeio. Moka é do PMDB – aquele partido que morde e assopra segundo as conveniências. Simone – idem - está chegando ao Senado e não quer criar atritos com o Planalto por conta de motivos previsíveis.


Quanto aos nossos deputados federais – excluindo os petistas - a postura não foi muito diferente. Marun e Geraldo Resende estão umbilicalmente vinculados ao Planalto e se detiveram nas declarações ‘politicamente corretas’. Dois equilibristas por excelência!


Dagoberto é do PDT – um partido que esqueceu as lições de Brizola para se afagar no colo do poder. Pior - não tem a imagem de líder condutor da indignação. Quanto a Mandetta, queimou o filme por conta do episódio ‘Gisa’; Tereza Cristina não tem o perfil de rua; Elizeu Dionísio apenas cobrou - em textos à imprensa – mudanças no Governo.


Essa omissão proposital foi extensiva aos integrantes da Assembleia Legislativa. Até pareceu coisa combinada. Se antes – nas sessões – nem tocaram nas questões pertinentes as manifestações, foram figuram ausentes ao ato público. Fica mais uma vez comprovado de que os interesses pessoais deles estão num patamar superior as questões nacionais que tanto afligem a população. Mas claro que nesta semana muitos deles irão a tribuna para pegar carona e marcar posição – tardiamente.


Mas essa omissão da classe política vem em boa hora. Permite ao leitor refletir melhor sobre a falta de comprometimento dos políticos com quem trabalha e paga impostos.


No fundo, no fundo mesmo, a ausência dos políticos nas manifestações se deu pela conscientização deles de que não seriam bem vindos ao mundo dos mortais comuns.


Eles próprios se consideraram por antecipação ‘estranhos no ninho’ e se livraram das vaias e da rejeição.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)