Cassilândia, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

13/08/2011 14:45

Cantor Gilbert, que se apresentou no CTC, recebe condecoração francesa

Claudio Izidio, assessoria

Gilbert, o grande intérprete da canção francesa no Brasil há quatro décadas, acaba de receber o título de “Chevalier” do presidente francês Sarkozy, com assinatura do Ministro da Cultura Frédéric Mitterrand. Esta condecoração faz parte da Ordem das Artes e das Letras da França em reconhecimento pelos relevantes serviços culturais prestados àquele país no Brasil pelo cantor, ator e comunicador com 44 anos de carreira. Entre os artistas que já receberam a condecoração, estão nomes como Bob Dylan, George Clooney, Clint Eastwood, Michael Caine e Roger Moore. Nos próximos dias, Gilbert participa do programa Jô Soares como destaque du jour.

Ele se apresentou na época de ouro do Cassilândia Tenis Club, décadas de 70 e 80, quando todos os meses um cantor se apresentava naquela entidade.

Sobre Gilbert, biografia

Gilbert Abraham Stein (Cairo, Egito, 20 de Dezembro de 1947) é um cantor, ator e radialista egípcio radicado no Brasil, filho de um jornalista austríaco e de uma síria.

Quando tinha 10 anos, sua família deixou o Egito e foi para Marselha de navio, e de trem para Paris na França.

Veio morar definitivamente no Brasil em 1964, onde estudou violão com Paulinho Nogueira, passando a se interessar por jazz e bossa nova. Logo seus melhores amigos são dos mais ecléticos: de Roberto Carlos a Angela Maria.

Sua carreira maior, após o sucesso de Adieu Jolie Candy (1971), progride pelo cinema, cantando o tema do filme Emmanuelle, em 1973. O quadro- clip com a canção do famoso filme erótico estrelado por Sylvia Kristel no programa Fantástico- TV Globo em 1974 bateu recordes de audiência. Em meados dos anos 70, fez sucesso com “Sans Amour”, tema da telenovela A Viagem (1975).

Participou do I Festival Internacional da Canção e venceu o Festival de Parque Del Plata, Uruguai, com \"Perdona me\".

Em 2002, gravou a música de abertura de Esperança, da Rede Globo, que foi também seu primeiro trabalho como ator na televisão brasileira. Na trama, fez o papel do judeu Ezequiel, pai da personagem interpretada por Ana Paula Arósio.

Tem um programa sobre música francesa na rádio Scalla FM, da qual é diretor. E também na Rádio Band iniciado em 2011.

Foi entrevistado em 6 de Maio de 2011 por Marco Camargo no programa Entrevista Record Música

Gilbert/ Entrevista biográfica

Reconhecido como um dos maiores intérpretes da canção francesa, Gilbert voltou a ganhar notoriedade na mídia ao participar da novela Esperança, da Rede Globo. Abraham Gilbert Stein, de pai austríaco e mãe síria, nasceu no Egito em 1947. A seguir entrevista exclusiva para a JUDAICA.
Como era a convivência entre judeus e muçulmanos no Egito quando ali vivia?
Muito boa, de ótima relação com os egípcios muçulmanos até 1956, quando da ascensão ao poder de Gamal Abdel Nasser e a expulsão dos “não islâmicos” do Egito.
Haviam muitos judeus asquenazitas vivendo no Egito?
Não, eram bem poucos, pois os judeus da Península Ibérica se refugiaram no Oriente Médio, principalmente Síria e Marrocos e os asquenazitas fugiram para os Estados Unidos e América do Sul.
Onde nasceram seus pais?
A família da minha mãe saiu da Síria (Alepo) para radicar-se no Cairo e a do meu pai, fugindo na Primeira Grande Guerra, saiu da Áustria (Viena) também para o Cairo para manter uma tipografia e representar máquinas de escrever no Oriente Médio.
Como analisa a sua convivência com diferentes culturas?
Foi muito positivo, pois pude entender a cultura germânica, assim como a posição e tradição egípcia milenar vistas do lado judaico.
Você mudou-se aos dez anos para a França. Como foi sua adaptação?
Foi dura a adaptação, pois chegamos na França como imigrantes e na época os franceses estavam revoltados com a migração da Argélia, e os judeus vindos do Egito não eram muito bem vindos, razão pela qual (pela minha tia Tzipora, irmã do meu pai Emmanuel ser francesa de nascimento e casada com um francês) nos foi permitido ficar pouco tempo na França.
Quais os motivos de se mudar para o Brasil?
A saudade de parentes obrigou minha família (composta de mais três irmãs, pai e mãe) a mudar-se definitivamente para São Paulo em 1964. A adaptação foi difícil por eu falar árabe e francês. Mas em pouco tempo dominei o português.
Como nasceu o seu interesse pela canção francesa e como iniciou a carreira profissional?
Ouvindo na França os hits de Aznavour, Johnny Holliday, Adamo e na sua chegada todos os grandes sucessos franceses que estouraram nas paradas de sucesso no Brasil. Convidado por Roberto Carlos para participar da Jovem Guarda, fui rapidamente contratado pela TV Record para cantar em todos os seus musicais.
Quais as diferenças em fazer telenovela nos anos 60 e hoje em dia?
É a mesma coisa que evoluir da “TV à lenha” para a TV digital de última geração. Naquele tempo era ao vivo o que hoje é toda editada. A fotografia, o colorido, o som stéreo-hi-fi, câmeras, cenários... Tudo mudou.
Como vê o domínio da música americana e inglesa na mídia?
O auge da canção francesa, assim como a francesa dos anos 60, deixa muita nostalgia pelo romantismo inexistente nas músicas americanas e inglesas que marcam pelo ritmo e balanço.
Assim como o poder das gravadoras e editoras essencialmente divulgados para o mundo consumidor da cultura inglesa. E não é apenas no Brasil, mas uma tendência mundial (pois até na França e Itália) se ouvem muitos hits interpretados em inglês. (Fonte Revista Judaica)

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
20:20
Loteria
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)