Cassilândia, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

22/01/2007 15:09

Candidato derrotado pede que eleição seja anulada

Agência Brasil/Alex Rodrigues

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) confirmou hoje (22) a ocorrência de uma falha em um lote de urnas eletrônicas utilizadas durante as últimas eleições para governador de Alagoas. O problema, no entanto, não teria influenciado o resultado final.

Segundo a assessoria do tribunal, algumas urnas mais antigas não eram compatíveis com o programa adotado nas últimas eleições. Isso acarretou erros na impressão do relatório que é entregue aos partidos.

O TSE, contudo, diz que todos os votos foram devidamente contabilizados, como defendeu hoje o governador eleito, Teotônio Vilela Filho (PSDB). Ainda assim, motivado pelas denúncias, o tribunal pretende encomendar à Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) um estudo sobre a segurança das urnas eletrônicas.

Já o candidato derrotado, deputado João Lyra (PTB), questiona a licitude das últimas eleições estaduais. A coligação partidária que o apoiou move dois processos no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) local, pedindo que a eleição para governador do estado seja anulada e a impugnação do mandato do governador recém-empossado.

Para Lyra, “alguma coisa de inteiramente anormal aconteceu” durante as últimas eleições. “Tínhamos uma situação consolidada aqui no estado, com maioria (de votos). A eleição ocorreu e os resultados, estapafúrdios, foram completamente outros”, diz ele.

“É preciso deixar bem claro que o que solicitamos foi uma verificação no processo eleitoral para governador. Nunca nos queixamos das urnas, que foram bem feitas (desenvolvidas), mas que não passam de um computador que pode ser manipulado por qualquer pessoa.”

De acordo com o deputado, um estudo feito pelo professor do Instituto Tecnológico da Aeronáutica (ITA), Clóvis Torres Fernandes, teria indicado que 35% das urnas eletrônicas apresentaram problemas.

A pesquisa foi contratada pela coligação do parlamentar e foi realizada pela Fundação Casemiro de Montenegro Filho, ligada ao ITA. “Nós queremos uma análise interna completa destas urnas.”

Lyra diz ainda não ter conversado com o atual governador, mas não duvida da anulação do resultado. “Tenho certeza de que vai haver justiça. Se o TSE decidir pela anulação, nós vamos disputar uma outra eleição. E se for a impugnação, o segundo colocado automaticamente é empossado.”

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
03:14
Loteria
Terça, 06 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)