Cassilândia, Segunda-feira, 21 de Maio de 2018

Últimas Notícias

16/09/2005 08:40

Câncer: Acompanhamento nutricional auxilia o tratamento

Agência Notisa

Segundo a nutricionista do INCA-RJ Cristiane Fonseca de Almeida, medida é fundamental identificar os riscos nutricionais dos pacientes com câncer. Além da desnutrição e da obesidade, acompanhamento pode auxiliar o tratamento da enterite actínica.



A desnutrição tem uma alta incidência nos pacientes com câncer, atingindo de 30% a 80% dos casos. Esse grupo apresenta pior resposta ao tratamento oncológico, baixa tolerância á quimioterapia e radioterapia, alta morbi-mortalidade, além de uma piora sensível na qualidade de vida. Não por acaso, o assunto foi tema de palestra hoje durante a 3ª Jornada de Ginecologia Oncológica, realizada pelo INCA no Rio de Janeiro. “Além de identificar o paciente desnutrido, é fundamental identificar aqueles com risco nutricional”, defendeu Cristiane Fonseca de Almeida, nutricionista do INCA-RJ.



Convidada para relatar sua experiência na instituição, Cristiane explicou primeiramente que a intervenção nos pacientes já desnutridos e naqueles com alto risco nutricional é muito parecida. Nesses casos, continuou, o principal é orientar o paciente a adotar uma dieta hipercalórica e monitorar o estado nutricional do paciente, além de outras medidas auxiliares. Cristiane chamou a atenção também para os casos de pacientes obesos. Segundo ela, é comum ocorrer um atraso no início do tratamento desse grupo. O médico pode ainda ser obrigado a abrir mão dos tratamentos de primeira escolha em função da situação do paciente. “Em casos de paciente muito obesos, o aparelho de radioterapia não suporta o peso”, afirmou. Cristiane disse que, nesses casos, deve-se optar por uma dieta, rica principalmente em fibras, que proporcione uma perda de peso leve e programada, mesmo nos casos mais graves. “A perda não pode ser rápida, mesmo que o paciente necessite, pois pode causar uma deficiência nutricional”, alertou.



Segundo a pesquisadora, a terapia nutricional pode colaborar, ainda, no tratamento da enterite actínica, uma desordem intestinal resultante da radioterapia e que pode acometer o paciente três meses após o tratamento ou mesmo vinte anos depois. O tratamento nutricional nesses casos, afirmou Cristiane, consiste em uma dieta pobre em resíduos, hipolipídica e sem lactose. “É fundamental também observar a perda de peso e uma conseqüente desnutrição”, disse.



Agência Notisa (jornalismo científico – science journalism)


Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 21 de Maio de 2018
10:00
Receita do dia
Domingo, 20 de Maio de 2018
15:18
Cassilândia/Itajá
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)