Cassilândia, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

18/09/2008 15:47

"Campesinos" bolivianos se armam e cercam Santa Cruz

Bira Martins/Campo Grande News

Milhares de "cocaleros", "campesinos" e indígenas favoráveis ao Governo de Evo Morales cercam a cidade de Santa Cruz em cinco pontos de bloqueio.

A marcha até Santa Cruz se deteve para aguardar o diálogo que se inicia hoje entre o governo boliviano e os prefeitos opositores da "meia lua", região que detém a maior parte das riquezas do país e que busca autonomia.

Os manisfestantes ameaçam ingressar na cidade para recuperar as instituições públicas tomadas pelos opositores.

Segundo o presidente da Confederação de Povos Indígenas do Oriente Boliviano, Adolfo Chávez, em todos os pontos de bloqueio os camponeses estão armados de paus, facões, dinamite e armas de fogo.

Mais de 7.000 pessoas estão mobilizadas sobre a ponte Ichilo, na rodovia Cochabamba-Santa Cruz, e o vice presidente das Seis Federações de Cocaleros do Trópico de Cochabamba, Asterio Romero, informa que o movimento está ganhando mais adesões. Asterio anunciou que devem se juntar ao grupo mais 5.000 trabalhadores mineiros e mais grupos cocaleros.

"Vamos avançar a qualquer momento para Santa Cruz, faremos um cerco no segundo anel (a cidade é dividida em setores pelas ruas principais circulares) para pedir ao Conalde (Conselho Nacional Democrático) que apóie a aprovação da nova Constituição que recolheu as demandas de todas as regiões, inclusive das que pretendem a autonomia", diz Romero.

A Administradora Boliviana de Rodovias informou que existem outros quatro pontos de bloqueio, entre Santa Cruz-Camiri, Cochabamba-Santa Cruz (Tiquipaya), Santa Cruz-Trinidad e Santa Cruz-Chané.

Os dirigentes da mobilização afirmam que cerca de 12.000 pessoas já aderiram ao movimento.

O major Juan Carlos Ramos, chefe da Polícia Departamental de Santa Cruz disse que há 48 horas 200 policiais se encontram em cada ponto para evitar enfrentamentos entre opositores do governo e os participantes da marcha.

Com informações do jornal boliviano La Prensa.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)