Cassilândia, Segunda-feira, 27 de Março de 2017

Últimas Notícias

15/06/2005 16:05

Campanha Nacional deve incentivar consumo de carne

Agência Senado

Uma campanha em nível nacional, com o lema "você gosta, você pode, você precisa", deve incrementar o consumo de carne em todo o país, informou o pecuarista Carlos Viacava, durante audiência pública realizada nesta quarta-feira (15) na Comissão de Agricultura e Reforma Agrária (CRA). Justificando o slogan, Viacava disse que o brasileiro consumirá mais porque prefere carne bovina a outros tipos, o preço está acessível e a proteína animal é importante para a saúde.


- Gestantes e crianças com até dois anos devem comer carne; está provado que crianças que não têm uma alimentação rica em carne possui quociente de inteligência (QI) mais baixo - defendeu Viacava.

A audiência foi convocada por requerimento (13/2005) do senador Delcidio Amaral (PT-MS) com a finalidade de debater os critérios utilizados para definir o preço da carne bovina no Brasil ao longo da cadeia produtiva. O presidente da CRA, senador Sérgio Guerra (PSDB-PE), salientou que, ao esclarecer os critérios de definição do preço da carne, a Comissão pode contribuir para que o mercado atue num sistema equilibrado, em que prevaleça a concorrência e que ofereça à sociedade um produto pelo qual os consumidores possam pagar.

O auditor fiscal da Previdência Social Ronaldo de Lima Macedo informou que os produtores efetivamente pagam a contribuição ao Instituto Nacional de Seguro Social (INSS), mas essa contribuição não chega aos cofres públicos, porque algum elo da cadeia não está repassando os valores recolhidos. Ele lamentou que o INSS não tenha condições de fiscalizar a totalidade das empresas.

O deputado estadual Paulo Corrêa, presidente da Comissão de Agricultura da Assembléia Legislativa do Mato Grosso do Sul, sugeriu que se priorize a fiscalização nas grandes empresas, que contribuem com 80% da arrecadação. Ele também sugeriu a criação de uma subcomissão específica para tratar da questão da carne, visando equilibrar forças entre os elos da cadeia produtiva e colocar o produtor em melhores condições.

A senadora Ana Julia Carepa (PT-PA) defendeu a continuidade da discussão em outro patamar, para que o consumidor final possa ser beneficiado. O senador Jonas Pinheiro (PFL-MT) sugeriu que representantes dos consumidores também participem da discussão.

A audiência contou ainda com o representante da Confederação Nacional da Agricultura (CNA) e coordenador geral do Fórum Nacional Permanente da Pecuária de Corte, Antenor de Amorim Nogueira; o consultor da Associação Brasileira dos supermercados, Milton Dallari; o diretor de comercialização do Pão de Açúcar, Wilson Barquila; o vice-presidente do Frigorífico Independência, Miguel Grazian Russo; o presidente da Fundação Cândido Rondon, Ido Luiz Michels; e o auditor-fiscal da Previdência Social André Fernandes Massaro.

O presidente da CRA informou que, nesta quinta-feira (16), às 10 horas, em conjunto com a Comissão de Meio Ambiente, Defesa do Consumidor e Fiscalização e Controle (CMA), será realizada audiência pública com a ministra do Meio Ambiente, Marina Silva. A audiência tem o objetivo de avaliar e debater os mais recentes índices de desmatamento da Amazônia - a perda de 26.130 quilômetros quadrados de floresta entre agosto de 2003 e agosto de 2004.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 27 de Março de 2017
Domingo, 26 de Março de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 25 de Março de 2017
21:10
Cassilândia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)