Cassilândia, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

15/06/2005 16:05

Campanha Nacional deve incentivar consumo de carne

Agência Senado

Uma campanha em nível nacional, com o lema "você gosta, você pode, você precisa", deve incrementar o consumo de carne em todo o país, informou o pecuarista Carlos Viacava, durante audiência pública realizada nesta quarta-feira (15) na Comissão de Agricultura e Reforma Agrária (CRA). Justificando o slogan, Viacava disse que o brasileiro consumirá mais porque prefere carne bovina a outros tipos, o preço está acessível e a proteína animal é importante para a saúde.


- Gestantes e crianças com até dois anos devem comer carne; está provado que crianças que não têm uma alimentação rica em carne possui quociente de inteligência (QI) mais baixo - defendeu Viacava.

A audiência foi convocada por requerimento (13/2005) do senador Delcidio Amaral (PT-MS) com a finalidade de debater os critérios utilizados para definir o preço da carne bovina no Brasil ao longo da cadeia produtiva. O presidente da CRA, senador Sérgio Guerra (PSDB-PE), salientou que, ao esclarecer os critérios de definição do preço da carne, a Comissão pode contribuir para que o mercado atue num sistema equilibrado, em que prevaleça a concorrência e que ofereça à sociedade um produto pelo qual os consumidores possam pagar.

O auditor fiscal da Previdência Social Ronaldo de Lima Macedo informou que os produtores efetivamente pagam a contribuição ao Instituto Nacional de Seguro Social (INSS), mas essa contribuição não chega aos cofres públicos, porque algum elo da cadeia não está repassando os valores recolhidos. Ele lamentou que o INSS não tenha condições de fiscalizar a totalidade das empresas.

O deputado estadual Paulo Corrêa, presidente da Comissão de Agricultura da Assembléia Legislativa do Mato Grosso do Sul, sugeriu que se priorize a fiscalização nas grandes empresas, que contribuem com 80% da arrecadação. Ele também sugeriu a criação de uma subcomissão específica para tratar da questão da carne, visando equilibrar forças entre os elos da cadeia produtiva e colocar o produtor em melhores condições.

A senadora Ana Julia Carepa (PT-PA) defendeu a continuidade da discussão em outro patamar, para que o consumidor final possa ser beneficiado. O senador Jonas Pinheiro (PFL-MT) sugeriu que representantes dos consumidores também participem da discussão.

A audiência contou ainda com o representante da Confederação Nacional da Agricultura (CNA) e coordenador geral do Fórum Nacional Permanente da Pecuária de Corte, Antenor de Amorim Nogueira; o consultor da Associação Brasileira dos supermercados, Milton Dallari; o diretor de comercialização do Pão de Açúcar, Wilson Barquila; o vice-presidente do Frigorífico Independência, Miguel Grazian Russo; o presidente da Fundação Cândido Rondon, Ido Luiz Michels; e o auditor-fiscal da Previdência Social André Fernandes Massaro.

O presidente da CRA informou que, nesta quinta-feira (16), às 10 horas, em conjunto com a Comissão de Meio Ambiente, Defesa do Consumidor e Fiscalização e Controle (CMA), será realizada audiência pública com a ministra do Meio Ambiente, Marina Silva. A audiência tem o objetivo de avaliar e debater os mais recentes índices de desmatamento da Amazônia - a perda de 26.130 quilômetros quadrados de floresta entre agosto de 2003 e agosto de 2004.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 03 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
06:50
Loterias
Sexta, 02 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)