Cassilândia, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

08/05/2008 16:49

Campanha de vacinação de idosos termina amanhã

A mobilização em todo o território nacional para a Campanha Nacional de Vacinação do Idoso termina nesta sexta-feira (9). Até o momento, o Ministério da Saúde não divulgou se a campanha será prorrogada, como aconteceu em 2007. A data oficial do início da campanha foi 26 de abril – conhecido como o “Dia D”; no entanto, Mato Grosso do Sul antecipou o início dos trabalhos para o dia 22 com postos volantes em locais de difícil acesso, em pessoas com limitações físicas ou que residem em casas geriátricas e asilos nos 78 municípios.

Levantamento da Secretaria de Estado de Saúde (SES), em relação à vacinação do idoso, mostra que até o final da manhã de hoje (8) 92 mil doses de vacinas já foram aplicadas em pessoas com 60 anos ou mais no Estado. Em Mato Grosso do Sul existem 176.809 idosos. A gerente técnica da Coordenadoria de Imunização da SES, Kátia Mougenot, afirma que, em dez anos de realização da campanha, a meta para o Estado sempre foi alcançada: “o maior desafio é conseguir a homogeneidade da cobertura, fazendo com que todos os municípios atinjam esse alvo”, ressalta.

Em 2007, quando a meta nacional ainda era atingir 70% dos idosos, Mato Grosso do Sul ultrapassou as expectativas e vacinou 147.779, ou seja, 84,69% do total da população alvo da campanha. Diferente dos anos anteriores, este ano, a meta do Ministério da Saúde é imunizar, em todo o País, no mínimo 80% da população idosa - o que corresponde a aproximadamente 14,5 milhões de idosos na faixa etária de 60 anos ou mais. A expectativa é de que não haja qualquer imprevisto e novamente o Estado consiga superar a meta de 80% de imunização. Para isso, será necessário vacinar - no mínimo - 141.447 idosos.

A vacinação pretende reduzir a incidência da gripe e as complicações respiratórias que podem levar à internação e até mesmo ao óbito dos idosos. A vacina contra o vírus influenza – causador da gripe – está disponível nas unidades básicas de saúde, unidades de Saúde da Família e também em postos volantes. Além da vacina contra a gripe, serão aplicadas - de forma seletiva - as vacinas: dupla adulto, tétano e difteria (indicada para iniciar ou complementar o esquema vacinal) e a vacina contra o pneumococo (para pessoas acima de 60 anos que estão em asilos, casas geriátricas ou hospitalizadas, principalmente os pneumopatas, cardiopatas, diabéticos e outros, que não tenham tomado a vacina há menos de cinco anos).

Vacinação indígena

A Fundação Nacional de Saúde de Mato Grosso do Sul (Funasa) lançou nesta quarta-feira (7), na Escola Nhandeara – Aldeia Caarapó, o Mês de Vacinação dos Povos Indígenas. Estão disponibilizadas todas as vacinas do calendário do Ministério da Saúde, além de imunização contra Varicela e Pneumonia – vacinas que estão disponíveis gratuitamente para a comunidade indígena. A estratégia da campanha é vacinar menores de cinco anos de idade, mulheres em idade fértil e a população indígena acima dos 60 anos, atualmente estimada em cerca de quatro mil idosos.

A população total de crianças menores de cinco anos nas 72 aldeias de Mato Grosso do Sul é de 9.711 crianças. Destas, apenas 6% necessitam de vacina; as demais estão em dia com o calendário de imunização. Na faixa etária entre 11 e 50 anos, aproximadamente 30 mil pessoas deverão ser vacinadas.





Portal do Governo de MS

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)