Cassilândia, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

11/06/2011 17:10

Campanha de vacinação contra paralisia infantil inicia no dia 18 de junho

Secom

Campo Grande (MS) – Pais e responsáveis devem levar no dia 18 de junho, as crianças menores de 5 anos até os postos de vacinação para receberem a primeira dose contra paralisia infantil. A data escolhida pelo Ministério da Saúde para o início da Campanha Nacional de Vacinação faz parte da primeira etapa do processo de imunização. A segunda será realizada no dia 13 de agosto.

O objetivo em Mato Grosso do Sul é imunizar 206.035 crianças nos 78 municípios. O número corresponde à meta estipulado pelo Ministério da Saúde, que é a de vacinar 95% do público-alvo em todo o território brasileiro. No ato da vacinação é importante apresentar a carteirinha da criança. A primeira fase da campanha acontece até o dia 22 de julho.

No Estado serão utilizadas nessa etapa 288.460 doses da vacina. A vacinação acontecerá em todos os postos de saúde dos municípios, entre fixos e móveis. Na campanha, a Secretaria Estadual de Saúde (SES) atua na distribuição das doses da vacina às Secretarias Municipais de Saúde e no monitoramento dos índices de imunização.

Para as duas fases da campanha em todo o Brasil, o Ministério da Saúde investiu R$ 46,6 milhões, na compra e distribuição das vacinas. Mais R$ 20,2 milhões foram transferidos para os fundos de saúde das Secretarias Estaduais e Municipais de Saúde. A campanha de mídia da primeira fase começa a ser exibida no dia 12 de junho, em âmbito nacional. A da segunda etapa, em 7 de agosto.


Pólio

O último caso de poliomielite no Brasil foi registrado em 1989, na Paraíba. Em 1994, o país recebeu da Organização Mundial da Saúde (OMS) o certificado de eliminação da doença. Porém, é importante continuar vacinando porque a doença não foi erradicada em todo o mundo. Segundo OMS, 26 países ainda registram casos da doença e quatro deles são endêmicos, ou seja, possuem transmissão constante: Afeganistão, Índia, Nigéria e Paquistão.

A pólio é uma infecção transmitida por meio do contato com um portador do vírus da doença ou então com fezes humanas. Os sintomas principais são: febre, mal-estar, dor-de-cabeça e em alguns casos incapacidade de mexer os membros.

Campanha contra sarampo

Além da segunda etapa da vacinação contra pólio prevista para 13 de agosto, também haverá na mesma data a Campanha de Seguimento contra sarampo. A mobilização para o combate as duas doenças encerram em 16 de setembro. Essa campanha de “seguimento” costuma ocorrer em intervalos de três a cinco anos, para reforçar a proteção contra a doença e manter o Brasil longe do risco de epidemias.

Nesse ano, até o mês de maio foi confirmada no Estado apenas uma ocorrência de sarampo. O caso se enquadra no perfil de pessoas não vacinadas que viajaram para o exterior ou que tiveram contatos com viajantes portadores da doença.

Vale lembrar que a primeira fase de vacinação, contra o sarampo só acontece em oito estados: São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Pernambuco, Bahia, Ceará e Alagoas. Nesse caso, a vacinação também iniciará no dia 18 de junho, paralelo a ação contra paralisia infantil. Segundo o Ministério da Saúde desde o inicio do ano há um surto da doença na Europa e a medida vem atender a necessidade de proteger as regiões brasileiras com maior fluxo turístico.

Aline Lira


Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)