Cassilândia, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

24/10/2014 12:08

Campanha da Associação Comercial vai ajudar a renegociar dívidas em novembro

Assessoria

A chegada do décimo terceiro salário vai injetar milhões em Mato Grosso do Sul. Em novembro, período da primeira parcela deste abono, a Associação Comercial e Industrial de Campo Grande (ACICG), em parceria com a Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito), Sebrae/MS e Federação das Associações Empresariais de Mato Grosso do Sul, promove, de 3 a 8, a 9ª edição do maior feirão de negociação de dívidas de Mato Grosso do Sul, a Campanha de Recuperação de Crédito Nome Limpo, importante iniciativa de promoção da sustentabilidade do crédito na Capital.

“A ação associa oportunidades de renegociação de dívidas com orientações sobre educação financeira e ajuda consumidores a retomarem o poder de compra no comércio e as empresas realizarem novos negócios”, explica o presidente da ACICG, João Carlos Polidoro.

Para potencializar as negociações, a Associação Comercial vai montar uma estrutura de atendimento do SCPC na Praça Ary Coelho. As empresas atenderão diretamente seus clientes no Centro, facilitando o contato com os consumidores inadimplentes. Já estão confirmadas no local: concessionária Águas Guariroba, Pax Real, Prefeitura Municipal de Campo Grande, Banco do Brasil, Net, Ótica Super Visão, Ótica Diniz, Anita Shoes, entre outras.

Durante a Campanha Nome Limpo o movimento de consultas no balcão do SCPC praticamente duplica em relação aos meses convencionais. “Esperamos atender cerca de 1.200 por dia e queremos recuperar pelo menos R$ 4,5 milhões ao comércio de Campo Grande durante o mês da campanha, que o corresponde a 5% do valor da dívida acumulada no SCPC da Capital”, complementa o diretor do SCPC na Associação Comercial, Renato Paniago.

O presidente da Boa Vista SCPC, Dorival Dourado, explica que a parceira com a ACICG veio somar forças “na construção de um ecossistema de crédito sustentável, envolvendo empresas e consumidores”. Assim, o crédito pode continuar crescendo de forma equilibrada e sempre em benefício do desenvolvimento do Brasil e acrescenta que o crédito é uma conquista do brasileiro a ser mantida, razão pela qual ações que promovam a oportunidade de renegociação de dívidas são necessárias, em um contexto de educação financeira. “Crédito é bom, mas precisa ser usado corretamente para estar sempre disponível, pois contribui para a melhoria de vida e a inclusão social dos brasileiros”, ressalta Dourado.

Para promover a sustentabilidade do crédito, a população vai receber, gratuitamente, cartilhas do “Orçamento Doméstico”, distribuídas durante as ações da Campanha “Acertando suas Contas”, evento com a mesma finalidade do mutirão Nome Limpo, mas promovido pela Boa Vista SCPC em outros estados. O livreto traz dicas importantes sobre educação financeira e planejamento do orçamento doméstico.

Inadimplência
A Campanha de Recuperação de Crédito Nome Limpo incentiva a quitação de dívidas e retarda o crescimento da inadimplência, que na Capital tem alcançado altos índices.

Em setembro, o valor da dívida dos maus pagadores de Campo Grande aumentou 45% de um ano para o outro, ultrapassando R$ 91 milhões, segundo um levantamento feito pela ACICG com base nas consultas do SCPC. No mesmo período do ano passado, os débitos acumulados somavam R$ 62.688.498,57.

A quantidade de negativações também deu um salto de 2013 para 2014, reflexo não só do descontrole financeiro das famílias e instabilidade econômica, mas de novas empresas que passaram a negativar seus inadimplentes no banco de dados do SCPC. No mês passado, eram 109.085 clientes devedores no banco de dados do Serviço Central de Proteção ao Crédito, um número 63% maior que o mesmo período do ano passado, que registrou 66.855 inadimplentes.

Para o presidente da ACICG, João Carlos Polidoro, os dados refletem “o valor de bens contraídos nos últimos três ou quatro anos, decorrentes da compra de veículos, eletrodomésticos, entre outros itens. Pode representa ainda que as pessoas não estão tendo domínio do orçamento familiar".

Como principal consequência do endividamento no comércio, está a impossibilidade de fazer novas compras. "Essas pessoas perderam o crédito, então, as convidamos para renegociar suas dívidas e voltarem a comprar a prazo. Queremos um Natal positivo para lojistas e população, que terá possíveis descontos e condições de pagamento especiais", conclui Polidoro.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
20:20
Loteria
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)