Cassilândia, Sexta-feira, 24 de Fevereiro de 2017

Últimas Notícias

08/06/2013 10:22

Campanha contra paralisia infantil deve imunizar mais de 180 mil crianças

Campo Grande News

Com 120 postos de atendimento e 800 pessoas envolvidas, começou hoje (8) em Campo Grande a Campanha Nacional de Vacinação Contra a Paralisia Infantil. A meta é imunizar mais de 180 mil crianças em Mato Grosso do Sul, com idade entre seis meses e cinco anos (quatro anos, onze meses e 29 dias).

De acordo a SES (Secretaria Estadual de Saúde), espera-se vacinar pelo menos 95% do público alvo, o que corresponde a 171.463 mil crianças. A campanha vai até o dia 21 de junho.

As gotinhas devem imunizar crianças que já tomaram as duas primeiras doses injetáveis, com dois e quatro meses de idade.

Na manhã de hoje, durante o lançamento da campanha na Capital, na Estratégia de Saúde da Família, no bairro Aero Rancho IV, o titular da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) Ivandro Fonseca, lembrou que a doença está erradicada no país, mas ressaltou a importância da vacina.

Hoje, no Dia D de mobilização , postos de atendimento serão montados em escolas, hipermercados, centros comunitários, terminais de ônibus e shoppings centers.

Crianças que não tiverem tomado as doses injetáveis, não devem receber as gotinhas nessa campanha. A orientação é que iniciem o calendário com a dose injetável.

A atendente de telemarketing Carine Ruiz, 27 anos, levou o filho, João Lucas, para tomar a dose injetável da vacina. “Acordei cedo e já vim logo para não deixar para última hora”.

Assim como Carine, a dona de casa Cristiane da Silva levou os três filhos – de 8 meses, 2 e 3 anos- para se imunizar contra a poliomielite. “A vacinação dos meus filhos está sempre em dia”.

Brasil: A meta do Ministério da Saúde é imunizar 12,2 milhões de crianças em todo país, o que corresponde a 95% do público-alvo. Ao todo, 115 mil postos de saúde e pontos de vacinação móveis estarão funcionando hoje, até as 17h. Após o encerramento da campanha, no dia 21 de junho, a vacina continuará disponível na rede pública de saúde.

O último caso da doença registrado no país foi em 1989, na Paraíba. Desde 1994, o país mantém o certificado emitido pela Organização Mundial da Saúde (OMS) de erradicação da poliomielite.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 23 de Fevereiro de 2017
Quarta, 22 de Fevereiro de 2017
13:30
Cassilândia
10:00
Receita do dia
Terça, 21 de Fevereiro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)