Cassilândia, Sexta-feira, 22 de Setembro de 2017

Últimas Notícias

21/07/2009 19:43

Camargo Corrêa "perdoou" juro e deu desconto de 35% a MS

Edivaldo Bitencourt, Campo Grande News

Para receber o precatório de R$ 532,8 milhões, a empreiteira Construções e Comércio Camargo Corrêa S/A aceitou perdoar os juros compensatórios e deu desconto de 35,05% ao Governo do Estado. Com a decisão, a Agesul (Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos) pagou R$ 15 milhões em parcela única no dia 15 do mês passado.

O acordo sacramentou que a dívida do Estado com a empreiteira ficou em R$ 252.793.180,34. Além deste valor, a empresa aceitou não receber os juros compensatórios de 12% ao ano, determinados pela Justiça, e ainda deu desconto de 35% sobre o valor de R$ 169,3 milhões.

O Governo assumiu o compromisso de pagar R$ 110 milhões, R$ 5 milhões além do anunciado hoje pelo governador André Puccinelli (PMDB) em Dourados, a 230 quilômetros da Capital.

Parcelas – A Agesul pagará 17 parcelas de R$ 5 milhões por mês à empresa. Cada parcela terá correção mensal de 0,5%. Caso o Estado não quite o débito, a multa pelo atraso é de 5%.

Além disto, a empreiteira fica autorizada a solicitar o sequestro dos recursos do Estado caso o atraso supere cinco dias úteis. Em último caso, se a inadimplência persistir, o débito da Agesul com a Camargo Corrêa voltará a ser de R$ 252,7 milhões.

A obra – O precatório é decorrência da não quitação de duas obras realizadas na década de 80 pela Camargo Corrêa. Em 1986, a empresa foi contratada para pavimentar 90 quilômetros da BR-262 entre as cidades de Água Clara e Ribas do Rio Pardo.

A outra obra é a pavimentação de 13 quilômetros entre a cidade de Bodoquena e a fábrica de cimento.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 22 de Setembro de 2017
Quinta, 21 de Setembro de 2017
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)