Cassilândia, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

05/03/2006 12:32

Câmara prepara recurso contra decisão do TSE

Agência Brasil/Marcela Rebelo e Iolando Lourenço

O presidente da Câmara dos Deputados, Aldo Rebelo (PCdoB-SP), vai recorrer ao Supremo Tribunal Federal contra a manutenção da verticalização para as eleições deste ano. Pela regra, os partidos que se coligarem para lançar um candidato a presidente deverão repetir as mesmas alianças nas disputas estaduais. A decisão de manter as regras para as eleições de outubro de 2006 foi do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

O Congresso Nacional aprovou uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC 548/02) que acaba com a verticalização já nas eleições deste ano. Na próxima terça-feira (7), o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), deve se reunir com Aldo Rebelo e com os líderes partidários para definir a data de promulgação da PEC. Segundo Aldo, se há uma PEC aprovada, ela passa a vigorar a partir da promulgação.

O presidente da Câmara ressaltou que a decisão do TSE para fixar a verticalização das coligações partidárias ocorreu em ano de eleições. A resolução foi baixada pelo tribunal em 2002 e valeu para as eleições daquele ano. Aldo disse que o Tribunal Superior Eleitoral "não é um tribunal constitucional" e, portanto, "extrapolou suas atribuições e responsabilidades".

"Não estou pensando em equilíbrio de partidos ou em equilíbrio eleitoral. Estou pensando na atribuição de cada um dos poderes. O Poder Legislativo tem a prerrogativa de votar e decidir emendar a Constituição", destacou Aldo.

A decisão de manter as regras de verticalização para este ano ocorreu na última sexta-feira (3) pela maioria dos ministros do TSE. Foram 5 votos a 2. Votaram pela derrubada da verticalização o relator, ministro Marco Aurélio, e o ministro César Rocha. Pela manutenção da atual regra votaram os ministros Gilmar Mendes, que é presidente do TSE, Gerardo Grossi, Humberto Gomes de Barros, Cezar Peluso e Caputo Bastos.

Os cinco ministros que mantiveram a verticalização disseram que não seria conveniente alterar as regras já que alguns pretensos candidatos acreditaram que elas seriam mantidas. "Alterar as regras nessa altura não seria conveniente", disse Peluso

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)