Cassilândia, Domingo, 30 de Abril de 2017

Últimas Notícias

13/04/2017 19:00

Câmara poderá analisar projetos de cidadãos com 200 mil assinaturas eletrônicas

Agência Câmara


Proposições legislativas apresentadas por cidadãos à Câmara dos Deputados poderão ser analisadas diretamente por comissão especial, caso possuam apoiamento mínimo de 200 mil assinaturas escritas ou eletrônicas.

É o que determina o Projeto de Resolução (PRC) 204/17, do deputado Pompeo de Mattos (PDT-RS). O texto altera o Regimento Interno da Câmara, norma que disciplina as votações na Casa.

O texto estabelece que essa comissão especial será a única a analisar a proposição popular, antes de ir para votação pelo Plenário da Casa ou encaminhada para análise do Senado.

Sugestões
Hoje, o cidadão pode oferecer “sugestões” de propostas à Comissão de Legislação Participativa (CLP), uma das 25 comissões permanentes da Câmara. Se a sugestão for aprovada, após discussão na CLP, ela é transformada em uma proposição legislativa, como projeto de lei, que passa a tramitar pelas comissões da Casa.

Para o deputado, esse caminho deve ser abreviado. “É inconcebível que uma proposição com apelo popular se sujeite à morosidade e aos percalços do sistema legiferante, capazes de inviabilizar sua aprovação”, disse.

Iniciativa popular
Ele afirmou ainda que a subscrição de projetos por via eletrônica aproximará a Câmara da população, pois a internet é hoje o principal canal de comunicação da sociedade. Atualmente, além das sugestões da CLP, o outro canal usado pela população é o projeto de iniciativa popular, previsto na Constituição.

Atualmente, para tramitar na Câmara, o projeto de lei de iniciativa popular deve ser subscrito por, no mínimo, 1% do eleitorado nacional, distribuído pelo menos por cinco estados, com não menos de 0,3% dos eleitores de cada um deles.

Tarefa difícil
Mattos disse que esse mecanismo torna mais difícil a apresentação de proposições populares no Parlamento. “Coletar as assinaturas requeridas de forma exclusivamente manual e escrita é tarefa árdua, que exige tempo, esforço e recursos”, destacou.

“Diante disso, cumpre-nos disponibilizar outras formas de subscrição além da escrita, viabilizando, dessa forma, a ampla adesão dos cidadãos aos projetos por meio da internet”, argumentou.

Segundo o PRC 204, a Mesa Diretora da Câmara dos Deputados vai regulamentar as normas de recebimento e de validação dos dados dos signatários.

Tramitação
O projeto será analisado pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania e pela Mesa Diretora. Se aprovado, segue para votação no Plenário da Casa.

ÍNTEGRA DA PROPOSTA:

PRC-204/2017

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 29 de Abril de 2017
Sexta, 28 de Abril de 2017
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)