Cassilândia, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

26/06/2013 13:09

Câmara inicia processo de cassação do deputado Natan Donadon

Ivan Richard, Agência Brasil

Brasília - Com o fim da possibilidade de recursos e a prisão do deputado Natan Donadon (PMDB-RO) determinada hoje (26) pelo Supremo Tribunal Federal (STF), a Câmara vai iniciar ainda hoje o processo de cassação do parlamentar. Depois de convocar reunião com os líderes partidários, o presidente da Casa, deputado Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), comunicou ao plenário que convocará a Mesa Diretora para começar o processo de cassação, enviando o pedido à Comissão de Constituição e Justiça (CCJ).

“Reuni todos os líderes e, de forma absolutamente amadurecida, responsável, cautelosa, serena, todos decidiram que cabe à Câmara, neste momento, exercer o procedimento constitucional e regimental de iniciar o processo de exame da perda de mandado”, disse Alves.

Segundo ele, a Mesa Diretora será convocada em 30 minutos para tratar do assunto e encaminhar o processo à CCJ. “Já falei com presidente da comissão [deputado Décio Lima (PT-SC)] para hoje ainda dar início ao procedimento, designando o relator”, acrescentou Alves. Na CCJ, Donadon terá o prazo de cinco sessões para apresentar defesa.

Em seguida, o relator na comissão apresentará um parecer que será votado na comissão e depois enviado ao plenário. Para ser cassado, serão necessários, pelo menos, 257 votos. A votação será secreta.

Henrique Alves lamentou a decisão, mas frisou que a Casa, ao contrário do Judiciário, está dando uma resposta rápida à sociedade. “É bom que toda a nação registre o comportamento exemplar que esta Casa assume em absoluto respeito à Constituição. Um processo que tanto tempo demorou no Judiciário e que esta Casa em poucos dias poderá fazer sua parte”, disse.

É a primeira vez, desde a Constituição de 1988, que um deputado terá de cumprir pena durante o mandato, por determinação do STF. A prisão deve ocorrer depois de quase três anos da condenação. Ele foi condenado em outubro de 2010 pelo Supremo a 13 anos, 4 meses e 10 dias de prisão por peculato e formação de quadrilha. O deputado está em Brasília e não vai se pronunciar, segundo a assessoria de imprensa.

Edição: Talita Cavalcante

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)