Cassilândia, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

12/08/2004 09:47

Câmara discute a importação de carcaças de pneus

Caio d´Arcanchy/ABr

A importação de carcaças de pneus, matéria prima utilizada para a recauchutagem, foi discutida ontem à tarde, na Comissão de Trabalho, Administração e Serviço Público da Câmara dos Deputados, diante da recusa do governo em apoiar a transação, por considerar que o material disponível no país supre as necessidades de mercado.

Segundo os representantes dos ministérios do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior e do Meio Ambiente, antes de se pensar em importar o produto é preciso garantir a boa qualidade da carcaça nacional. O coordenador geral de Controle e Qualidade Ambiental do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Márcio Rosa Rodrigues de Freitas, afirmou que o interesse da área ambiental é que “ou não se gere resíduo, ou que o resíduo gerado possa ser reciclado”. Segundo ele a importação de carcaças só amplia o problema de acúmulo de resíduos no país.

Já a indústria de recauchutagem contesta a proibição, por considerar que isso pode colocar em crise um mercado que gera mais de 60 mil postos de trabalho, com faturamento estimado em mais de R$ 3 bilhões por ano. O presidente da Associação Brasileira dos Recauchutadores, Paulo Fernando Moreira, defende que a legislação sobre o assunto seja revisada. “Nós não podemos fazer leis para engessar o Brasil”, disse.

O autor do requerimento para a realização da audiência, deputado Jovino Cândido (PV/SP), disse que o saldo da discussão é positivo. “O objetivo foi enfrentarmos o assunto e regulamentarmos de uma vez por todas esse assunto tão importante para a economia nacional”, disse. “Mas é preciso, como foi muito bem colocado, discutir a questão da segurança e do meio ambiente”, salientou.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)