Cassilândia, Domingo, 11 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

12/08/2004 09:47

Câmara discute a importação de carcaças de pneus

Caio d´Arcanchy/ABr

A importação de carcaças de pneus, matéria prima utilizada para a recauchutagem, foi discutida ontem à tarde, na Comissão de Trabalho, Administração e Serviço Público da Câmara dos Deputados, diante da recusa do governo em apoiar a transação, por considerar que o material disponível no país supre as necessidades de mercado.

Segundo os representantes dos ministérios do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior e do Meio Ambiente, antes de se pensar em importar o produto é preciso garantir a boa qualidade da carcaça nacional. O coordenador geral de Controle e Qualidade Ambiental do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Márcio Rosa Rodrigues de Freitas, afirmou que o interesse da área ambiental é que “ou não se gere resíduo, ou que o resíduo gerado possa ser reciclado”. Segundo ele a importação de carcaças só amplia o problema de acúmulo de resíduos no país.

Já a indústria de recauchutagem contesta a proibição, por considerar que isso pode colocar em crise um mercado que gera mais de 60 mil postos de trabalho, com faturamento estimado em mais de R$ 3 bilhões por ano. O presidente da Associação Brasileira dos Recauchutadores, Paulo Fernando Moreira, defende que a legislação sobre o assunto seja revisada. “Nós não podemos fazer leis para engessar o Brasil”, disse.

O autor do requerimento para a realização da audiência, deputado Jovino Cândido (PV/SP), disse que o saldo da discussão é positivo. “O objetivo foi enfrentarmos o assunto e regulamentarmos de uma vez por todas esse assunto tão importante para a economia nacional”, disse. “Mas é preciso, como foi muito bem colocado, discutir a questão da segurança e do meio ambiente”, salientou.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 10 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)