Cassilândia, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

11/06/2005 07:32

Câmara deve ouvir Roberto Jefferson duas vezes

Iolando Lourenço-Juliana Cézar Nunes /ABr

O presidente nacional do PTB, deputado Roberto Jefferson (RJ), é aguardado para dois depoimentos na próxima semana na Câmara dos Deputados. O primeiro deles está marcado para a terça-feira (14), às 14h30, no Conselho de Ética e Decoro Parlamentar. O segundo será na quarta-feira (15), às 11h, na comissão de sindicância da Câmara. Tanto o Conselho quanto a comissão querem ouvir Jefferson sobre as denúncias feitas à imprensa sobre o susposto pagamento de propina (mensalão) a deputados em troca de apoio ao governo.

No Conselho de Ética, Roberto Jefferson responde a processo de cassação por quebra de decoro parlamentar. O processo foi movido pelo Partido Liberal (PL) na quarta-feira. Já na sindicância, o parlamentar prestará esclarecimentos sobre as denúncias por determinação do presidente da Câmara, Severino Cavalcanti (PP-PE), que nesta semana mandou a Corregedoria apurar as acusações. "Só depois de ouvi-lo teremos condição de chamar outros deputados para prestar esclarecimentos. É o ponto de partida das investigações", diz o segundo vice-presidente e corregedor da Câmara, Ciro Nogueira (PP-PI).

No início da próxima semana, enquanto o deputado do PTB carioca se prepara para os depoimentos sobre o pagamento do mensalão, os partidos da base governista e a oposição estarão negociando a escolha do presidente e do relator da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) que investiga denúncias de corrupção nos Correios. Na quinta-feira (9), as duas partes não chegaram a um acordo. A eleição da mesa diretora da CPMI ficou para a terça-feira, às 15h. Os trabalhos da CPMI só serão iniciados a partir dessa eleição.

As discussões sobre corrupção serão acompanhadas, na próxima semana, do debate a respeito da reforma política. Na segunda-feira, está previsto um encontro entre os presidentes da Câmara, Severino Cavalcanti, e do Senado, Renan Calheiros, para tratar do assunto com o presidente Lula. Na Câmara, a pauta continua obstruída por seis medidas provisórias e dois projetos de lei, que estão com urgência constitucional vencida. Com isso, nenhuma outra matéria poderá ser votada antes dessas proposições.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)