Cassilândia, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

01/12/2004 15:11

Câmara cria comissão para debater trabalho doméstico

Agência Câmara

O presidente da Câmara, João Paulo Cunha (PT-SP), assinou ato que cria uma comissão especial para estudar e propor leis sobre o trabalho doméstico. A medida foi sugerida pela deputada Luci Choinacki (PT-SC) no relatório da comissão que estudou o empobrecimento das mulheres brasileiras. Os partidos devem agora indicar seus representantes.
Cerca de 40 projetos sobre o trabalho doméstico tramitam atualmente na Casa.
Em todo o País, existem cerca de 6 milhões os trabalhadores domésticos, dos quais apenas cerca de 1 milhão trabalham com carteira assinada. Outras dificuldades da categoria são a jornada que supera as 12 horas de trabalho, a baixa remuneração, a falta de assistência em caso de acidente de trabalho e o assédio sexual no local de trabalho.
Na semana passada, o grupo teatral “Marias do Brasil”, criado por empregadas domésticas em 1988, apresentou na Câmara a peça “Eu Também Sou Mulher”. Na ocasião, as trabalhadoras entregaram ao presidente da Câmara um abaixo assinado pedindo o FGTS obrigatório para a categoria. Uma das propostas em estudo é a dedução de alguns direitos pagos pelo empregador, como o FGTS, do Imposto de Renda.



Da Redação/RO


Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)