Cassilândia, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

24/03/2006 09:15

Câmara apura confusão envolvendo escolha de Moka

Paulo Fernandes / Campo Grande News

O presidente da Câmara dos Deputados, deputado Aldo Rebelo (PC do B-SP), vai abrir hoje uma investigação na Corregedoria da Câmara sobre supostas agressões entre deputados do PMDB na Secretaria Geral da Mesa, ocorridas pouco antes da meia-noite de quarta-feira. A briga foi motivada pela escolha do líder da bancada do PMDB.

Conforme a Folha Online, a disputa entre os grupos governista e de oposição provocou empurra-empurra, ameaças e cotoveladas. Os deputados quebraram copos, derrubaram um computador e, supostamente, roubaram documentos. Funcionárias da Câmara fugiram chorando do local em meio à confusão.

A briga aconteceu em razão da disputa pela liderança do partido. Como as indicações para presidências das comissões permanentes estavam marcadas para ontem, o grupo governista recolheu 42 assinaturas, a metade mais um da bancada, para tirar o deputado Waldemir Moka (PMDB) da liderança, e devolver o cargo a Wilson Santiago (PB) - que foi destituído recentemente pela ala oposicionista do partido.

A disputa foi marcada por uma série de manobras. O deputado Hermes Parcianello (PR) protocolou uma fotocópia do documento junto à Mesa da Câmara às 23h40. Pelo regimento, o prazo final para registrar uma lista com indicação de líderes é meia-noite.

Os oposicionistas foram para a secretaria-geral com o requerimento dos deputados Cabo Júlio (MG) e Vicente Chelotti (DF), que queriam retirar suas assinaturas da lista de Santiago.

O deputado Mendes Ribeiro Filho (RS) ficou na secretaria com um grupo de parlamentares esperado o momento final do prazo para protocolar as retiradas de assinaturas. Sem esses nomes, a lista ficaria com 41 deputados, número insuficiente para indicar o líder. As retiradas foram carimbadas na Mesa às 23h58.

No minuto seguinte, Parcianello registrou sua lista - desta vez, a original. Nesse momento, os deputados que estavam no local -cerca de 15- começaram a se agredir.

O episódio levou Rebelo a cancelar as indicações para presidências das comissões permanentes, marcadas para ontem. "Eu não sabia, até uma hora da manhã, quem era o líder do PMDB", disse Aldo. A Mesa decidiu que o cargo voltará a ser ocupado por Wilson Santiago.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)