Cassilândia, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

01/04/2005 08:12

Câmara aprova retirada da MP 232 da pauta de votação

Iolando Lourenço/ABr

A decisão do governo de editar nova Medida Provisória para revogar, na MP 232, os dispositivos que tratam do aumento da carga tributária, e validar os que tratam da correção em 10% da tabela do Imposto de Renda Pessoa Física, levou o Plenário da Câmara a aprovar, por unanimidade, requerimento do PPS propondo a retirada da MP 232 da pauta de votação.

Antes de iniciar a discussão da MP 232, os deputados aprovaram pedido do deputado Jorge Bittar (PT-RJ), relator da MP 231, para adiar por uma sessão a discussão da matéria. A MP 231 cria 3,49 mil cargos da Seguridade Social e do Trabalho para o quadro de pessoal do Ministério da Saúde.

As duas MPs passaram a trancar a pauta de votações nesta quinta-feira e, com isso, nenhuma outra matéria poderá ser votada antes delas.

Mesmo com a edição de uma nova Medida Provisória para revogar parte da MP 232, o secretário da Mesa Diretora da Câmara, Mozart Vianna, disse que essa MP precisa ser votada pelos deputados, porque enquanto isso não acontecer, ela continuará trancando a pauta de votações e impedindo a apreciação de outras matérias.

Governistas e oposicionistas comemoraram a edição da nova MP. O líder do PSB, deputado Renato Casagrande (ES), disse que a vitória foi da base aliada, que soube ser paciente e obstruiu as votações para dar tempo de se negociar uma saída que garantisse a correção do IRPF, sem aumento da carga tributária. "Conseguimos retirar da MP todo aumento de impostos e mantivemos a correção do IRPF", disse.

Já o vice-líder do PSDB, deputado Eduardo Paes (RJ), disse que a vitória foi da oposição, que lutou nos últimos dias para rejeitar a parte da MP que aumentava a carga tributária e aprovar a correção da tabela do IRPF. "O que se constata é que foi uma vitória da oposição. O governo poderia ter feito isso no início da semana, quando sentiu que a MP não seria aprovada", afirmou.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 06 de Dezembro de 2016
Segunda, 05 de Dezembro de 2016
21:32
Loteria
13:15
Cassilândia
09:00
Maternidade
Domingo, 04 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)