Cassilândia, Sexta-feira, 24 de Março de 2017

Últimas Notícias

05/05/2004 16:50

Caixa:alterações em linhas de financiamento de imóveis

Stênio Ribeiro/ABr

A Caixa Econômica Federal anunciará amanhã alterações em suas linhas de crédito para financiamento de imóveis, aquisição de terrenos e de material de construção para reformas, com vistas a impulsionar o setor e gerar mais empregos. Na ocasião, a Caixa divulgará também um balanço das operações já realizadas.

A linha de crédito, vinculada ao Programa de Geração de Emprego e Renda (Proger), destina-se a pessoas físicas. Utiliza recursos do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT) para financiar até R$ 180 mil nas modalidades de construção e aquisição de terreno, com obrigatoriedade de construção. Na compra de material para a construção do imóvel, o limite máximo é de R$ 80 mil, e o teto para reforma é de R$ 12 mil.

Para construção em terreno próprio ou aquisição de terreno e construção, o prazo para amortização é de 204 meses (17 anos), com juros mensais de 4% mais Taxa de Juros de Longo Prazo (TJLP). Na aquisição de material para reforma ou ampliação, o prazo para pagamento é de 18 meses, com juros de 9,7% ao mês, mais TJLP.

A Caixa também vai explicar o que muda no financiamento de imóveis para a classe média, cuja linha foi retomada em novembro do ano passado, depois de ficar suspensa por 26 meses. No caso, a Caixa colocou recursos próprios para aquisição de imóveis novos e usados, residenciais e comerciais, sem limite de valor venal, mas só financia até 60% da operação.

Os imóveis residenciais podem ser financiados em até 180 meses (15 anos), pelo Sistema de Amortização Constante (SAC), que não deixa "resíduo" no final. Os juros (de 13,7% ao ano mais TR atual de 0,0874) são decrescentes. Não há limite máximo de financiamento e o mínimo é de R$ 15 mil.

Para os imóveis comerciais o prazo cai para 72 meses (6 anos), também sem limite máximo de financiamento. A participação da Caixa, no caso, é de apenas 50%. Os juros são de 13% ao ano mais TR.

Os juros altos, apesar de a Caixa apregoar que são os mais baixos do mercado, inibem a tomada dos empréstimos. A própria Caixa anunciou, em novembro de 2003, que dispunha de R$ 500 milhões para financiar essa linha de crédito. Mas seis meses depois só foram gastos apenas R$ 118,3 milhões em 2.475 operações.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 24 de Março de 2017
Quinta, 23 de Março de 2017
10:00
Receita do dia
Quarta, 22 de Março de 2017
21:53
Cassilândia
20:41
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)