Cassilândia, Domingo, 20 de Maio de 2018

Últimas Notícias

13/02/2008 12:58

Caixa tem verba para financiar 10 mil habitações em MS

Fernanda Mathias - Campo Grande News

A Caixa Econômica Federal tem um orçamento de R$ 360 milhões para este ano em Mato Grosso do Sul, montante 20% maior que o liberado ao longo de 2007. Com este volume, a superintendência do banco prevê financiamento de 10 mil unidades habitacionais, duas mil a mais que no ano passado. Desta vez há redução de juros com recursos da poupança e novas possibilidades no uso dos recursos do FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço), os mais demandados.

No ano passado a instituição tinha orçamento de R$ 210 milhões, mas a demanda foi grande, impulsionada também pelas obras habitacionais do PAC (Plano de Aceleração de Crescimento) e foram liberados R$ 301,6 milhões até dezembro. Deste total, R$ 127 milhões foram recursos do FGTS, R$ 79,9 milhões da poupança e outros R$ 94,6 milhões do OGU (Orçamento Geral da União) e PAC.

O público jovem é o principal tomador de financiamento habitacional. Pessoas com até 30 anos de idade representaram 36%dos tomadores em 2007. A maior parte das unidades financiadas, 64%, foram para famílias de baixa renda, com até três salários mínimos.

Recorde – Em 2007 o banco atingiu o maior desempenho de sua história em Mato Grosso do Sul. Somando recursos para habitação, saneamento e infra-estrutura os investimentos atingiram R$ 787,9 milhões e a geração de empregos estimada de 125 mil.
O gerente regional da Caixa Econômica, Cláudio Guterres Rubbo, apresentou os números da instituição nesta quarta-feira. Ele disse que se a demanda for maior que o orçamento reservado para este ano os recursos nacionais podem ser remanejados para o Estado. Quanto à inadimplência, Guterres afirma que o índice é contido e continua em queda. Segundo a instituição, fica abaixo de 5%. A inadimplência, afirma o gerente, está contida há muitos anos, desde que o sistema passou do hipotecário para alienação fiduciária, através da qual a retomada do bem em caso de não pagamento é mais ágil.

Mais uma mudança foi anunciada pela instituição ontem: a redução de até 1,2 ponto percentual nos juros das operações com recursos da poupança. Desde janeiro também já vigora medida que retira o limite salarial de R$ 4,9 mil para tomada de recursos do FGTS, desde que o tomador seja depositário. O depositário também passou a ter juro menor que os outros tomadores.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 20 de Maio de 2018
Sábado, 19 de Maio de 2018
10:00
Receita do dia
Sexta, 18 de Maio de 2018
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)