Cassilândia, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

09/10/2007 16:00

Caixa recorre ao TST para julgar greve

A Caixa Econômica Federal recorreu ao TST (Tribunal Superior do Trabalho) para que o órgão julgue se a greve dos funcionários do banco é abusiva. A paralisação dos bancários entra hoje no sétimo dia.

A Caixa propõe o pagamento adiantado de 70% da PLR (Participação nos Lucros e Resultados). Representantes dos trabalhadores afirmam que a Caixa ofereceu só uma antecipação do valor e que o dinheiro recebido seria menor do que os funcionários ganharam no ano passado. Ontem à noite, uma nova rodada de negociações seria ser feita entre as partes.

Se o acordo entre a Caixa e a Contec (Confederação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Crédito) não ocorrer hoje, na audiência de conciliação marcada pelo TST, um relator do tribunal será nomeado para julgar a greve.

A Contraf (Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro) afirma que o movimento atingiu, total ou parcialmente, cerca de 80% das agências do banco no país.
Segundo a Caixa, a greve parou 227 das 2.440 agências do banco -9,3% do total. A Caixa não inclui no balanço as agências parcialmente afetadas.

Em São Paulo, o Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região afirma que o protesto teve adesão de 75% das agências. A Caixa não soube informar o percentual das agências atingidas pela greve na região citada pelo sindicato.

Serviços afetados

A greve dos funcionários da Caixa prejudica o cliente sobretudo na abertura de contas e nos contratos imobiliários. O banco diz que os caixas eletrônicos não foram afetados.

O crédito habitacional é atingido pela paralisação porque as pessoas que já fizeram a entrevista para obter o serviço precisam assinar o contrato na mesma agência. Se a unidade estiver fechada, não é possível continuar o processo.

Bolsas de programas de transferência de renda e benefícios trabalhistas como o PIS (Programa de Integração Social), o FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) e o seguro-desemprego podem ser sacados em lotéricas, estabelecimentos comerciais cadastrados e agências da Caixa.

Para receber o dinheiro, é preciso ter o cartão do cidadão, que pode ser solicitado por telefone, mas precisa ser validado em uma agência da Caixa.

Em São Paulo, o seguro-desemprego também pode ser pedido nos postos do Poupatempo. Na Grande São Paulo, as opções são Sé, Santo Amaro, Itaquera, São Bernardo do Campo e Guarulhos. No interior, as unidades ficam em Campinas (centro e Campinas Shopping), São José dos Campos, Ribeirão Preto e Bauru.

Fonte: Folha Online

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)