Cassilândia, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

19/05/2007 08:35

Caixa 2 da propaganda: "Ivanete que prove”, diz Zeca

Graciliano Rocha, da Redação, e Rosana Nunes, do Diário Corumbaense

O ex-governador Zeca do PT disse ontem que caberá à ex-funcionária pública Ivanete Martins provar as acusações que fez sobre a existência de um esquema milionário de desvio de dinheiro através da Casa Civil.

“Acho graça, portanto se ela tinha pleno conhecimento, ela era cúmplice dessa história macabra, eu nem a conheço, vai caber a ela provar”, disse o ex-governador hoje em Corumbá.

A ex-funcionária disse ao Ministério Público Estadual que entre 5 e 10 por cento dos gastos com comunicação voltavam para integrantes do governo e políticos em dinheiro vivo numa espécie de comissão. Isso representaria R$ 12 milhões entre os anos de 2003 e 2006 e pelo menos 100 pessoas, segundo a acusação, teriam se beneficiado do esquema.

O ex-governador disse que seu governo firmou um termo de ajustamento de conduta com o Ministério Público para disciplinar os gastos em propaganda. Segundo ele, seu governo foi vítima “de um grande concluio que me criticou injustamente porque diz que eu não paguei”.

Salgueiro - O ex-governador também defendeu o repasse de R$ 600 mil à escola de samba Salgueiro, do Rio de Janeiro, em 2000 - considerado ilegal pelo TCE (Tribunal de Contas do Estado).

"Temos a consciência tranqüila do que representou aquilo em termos de divulgação do Estado, outros Estados também procuraram escolas de samba para divulgar seu potencial", disse. Sobre a condenação no TCE, afirmou que se trata de um "erro formal que nosso pessoal será corrigido".

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)