Cassilândia, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

24/01/2007 10:13

Caipira" e homem educado dão o golpe do bilhete premiado

José Ribamar Trindade/24horasnews

João, um falso caipira analfabeto, e Roberto, um cidadão educado e bem vestido, voltaram a agir na área central de Cuiabá. Os dois são protagonistas de um golpe muito antigo e famoso, conhecido como “Conto do Bilhete Premiado”. Antes os golpistas usavam apenas os bilhetes da Loteria Federal. Hoje, eles falsificam cartelas dos jogos de azar conhecidos como mega-sena, quina, lotomania, loto-fácil e dupla-sena patrocinados pela Caixa Econômica Federal (CEF).

Ontem, por volta das 13h30, em plena Rua Barão de Melgaço na área central de Cuiabá, dona Cátia Aparecida Lara e Silva, de 42 anos, uma mulher humilde que trabalha como ajudante de serviços gerais foi apenas mais uma vítima. Ela sacou R$ 600,00 de sua poupança que guardava com muito sacrifício e entregou aos dois golpistas.

Usando botas, chapéu e falando com sotaque caipira, um homem que se identificou como João abordou dona Cátia. Alegando que era analfabeto e que estava de posse de um bilhete premiado de R$ 300 mil da quina, concurso 1704, números sorteados o1, 15, 24, 42 2 72, o falso caipira pediu ajuda para encontrar um homem conhecido como Jão Grande que o ajudaria a receber a bolada em dinheiro.

Logo em seguida chegou um homem que se identificou como Roberto, falando bem, bem vestido e muito educado que se prontificou a ajudar o falso caipira. O suposto ajudante foi até uma agência lotérica e voltou com a notícia de que o bilhete estava mesmo premiado.

Dona Cátia, João e Roberto passaram a conversar sobre o pagamento de um recompensa de R$ 15 mil para Roberto e R$ 15 mil para dona Cátia, caso os dois ajudassem o falso caipira a encontrar o João Grande e receber os R$ 300 mil do prêmio.

Primeiro o Roberto foi até uma agência bancária e voltou com R$ 1,5 mil que entregou ao João para que ele tivesse a garantia da ajuda. Depois foi a vez de dona Cátia ir sacar dinheiro no banco. Foi e voltou com R$ 600,00 que também entregou para o João.

Lá vem o golpe. O João e o Roberto acertaram ficar aguardando por dona Cátia que iria pegar R$ 30 mil com um homem conhecido como João Grande, vendedor de roupas e com endereço fixo na área central.

A dona Cátia foi. Encontrou o endereço, mas lá não encontrou ninguém com o nome de João Grande. Ao voltar ela descobriu que havia caído em um golpe. João, o falso caipira, e Roberto, o homem elegante e educado já haviam desaparecido. Dona Cátia registrou queixa-crime na Central de Registro de Ocorrências da Delegacia Metropolitana.

Essa, no entanto, não foi a primeira vez que uma pessoa registra ocorrência contando quase a mesma história. Em todos os casos, sempre aparecem uma dupla, inclusive um falso caipira e um homem elegante e muito educado. A Polícia Civil está investigando os casos, mas ainda não tem pistas do golpistas.

A reportagem também apurou que os mesmos golpistas já fizeram vítimas em outras cidades do interior de Mato Grosso e em outras capitais brasileiras. "Eles fazem uma espécie de rodízio. Aplicam dois ou três golpes em Cuiabá e fogem para outras cidades. Dão um tempo e depois voltam", explicou um investigador da Polícia Civil.

NR: O Cassilândianews publica a matéria para que o golpe, que não é novo, não seja motivo de prejuízo para mais ninguém.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)