Cassilândia, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

16/09/2005 15:57

Cai oferta de emprego no campo

Famsul Notícias

A crise que afeta a agropecuária brasileira já causou prejuízos também para o mercado de trabalho do setor rural, comprova análise da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) realizada sobre os mais recentes dados do Cadastro Geral de Emprego e Desemprego (Caged) do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE). Entre janeiro a julho de 2005, o setor registrou o pior desempenho na oferta de empregos desde 2002, considerando dados relativos aos sete primeiros meses de cada ano.



Foram ofertados 219,94 mil empregos formais na agropecuária, o que representa uma queda de 19% na comparação com o período de janeiro a julho do ano passado, quando 271,58 mil empregos foram oferecidos pelo setor. Em 2003, foram 232,5 mil empregos e; em 2002, 231,6 mil.



A crise foi tão forte que a agropecuária perdeu espaço na participação na oferta geral de empregos no País. De janeiro a julho deste ano, dos 1,08 milhão de empregos gerados no Brasil, a agricultura respondeu por 20%, ante os 22% registrados no mesmo período do ano passado. Em 2003, o percentual foi de 38%.



"Os números evidenciam a evolução da crise no setor. Negar o quadro e deixar de programar medidas saneadoras e corretivas pode ser mais cômodo, porém mais desastroso para a agricultura brasileira e o agronegócio", ressalta Luciano Marcos de Carvalho, assessor técnico do Departamento Econômico da CNA.



Estados da região Sudeste, como São Paulo e Minas Gerais, foram responsáveis pela geração de 190 mil dos 219,94 mil empregos rurais, em função da colheita das culturas de café e cana-de-açúcar. A contribuição do estado do Paraná foi de 10,6 mil postos de trabalho. Já o Rio Grande do Sul, em virtude da queda na produção agrícola, fechou 3, 6 mil vagas. No Centro-Oeste, a geração de empregos superou pouco mais de 17 mil vagas e, a Bahia, isoladamente, empregou 10,6 mil pessoas.



A agricultura comercial brasileira, tradicionalmente, nos primeiros sete meses do ano responde por parcela significativa na geração de postos de trabalho no país, em virtude das colheitas de várias culturas, o que demanda maior contratação de mão-de-obra. O setor agrícola funciona, nesta época, conforme lembra Carvalho, como uma espécie de amortecedor social em relação aos demais segmentos econômicos, desvinculados do agronegócio, quando as demissões igualam-se às admissões.



Essa sinergia pode ser percebida, principalmente, em relação às indústrias de produtos alimentares, calçados, borracha, fumo e couros, papel e papelão e, ainda, no mercado atacadista vinculado à comercialização de produtos agrícolas.



A geração de novos empregos, para 2006, depende, na avaliação do assessor técnico da CNA, do ânimo do produtor em relação ao plantio da nova safra, a ser iniciada neste mês e que prossegue até o final de novembro. "É possível alterar o cenário com medidas que incrementem o setor, como a adoção de novas fontes de recursos para custeio, a adequação à capacidade de pagamento de dívidas e ampliação do crédito", disse.

Autor:
Fazendeiro

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 18 de Dezembro de 2017
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)