Cassilândia, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

25/06/2004 15:27

Cai número de nonagenários com dados a atualizar

AgPrev

Um levantamento feito pela Divisão de Concessão e Revisão de Benefícios da Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência Social (Dataprev) demonstra que caiu o número de beneficiários da Previdência Social com mais de 90 anos e há mais de 30 anos recebendo aposentadorias, pensões e auxílios que precisarão atualizar seus dados cadastrais.

Em outubro do ano passado, quando foi realizado o primeiro levantamento por meio da folha de pagamento do INSS, existiam 98.142 idosos nestas condições em todo o país. Ontem, segundo os registros extraídos por técnicos da Dataprev, o número de beneficiários a atualizar os seus dados ficou em 77.479, ou seja, uma redução de 21,05%. Deste total, 64,26% (49.793 idosos) moram em regiões urbanas e os 27.686 restantes na zona rural.

Esta redução foi devida à atualização já feita por cerca de 11.619 beneficiários, bem como pelo falecimento de outros 9.044 aposentados e pensionistas ao longo dos últimos meses. Dos 11,6 mil beneficiários que atualizaram os dados, 280 receberam em casa a visita de servidor do INSS, sendo que 223 deles estão no Estado de São Paulo (159 na área urbana), 32 no Rio Grande do Sul (21 na zona rural), 11 em Minas Gerais (nove deles na zona rural) e sete em Goiás (cinco deles na zona rural).

Em pelo menos nove estados (Bahia, Ceará, Espírito Santo, Paraíba, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Sergipe e Tocantins), o numero de beneficiários falecidos (3.316) superou o número daqueles que atualizaram suas informações (2.541). No Rio Grande do Norte morrem 260 beneficiários, mais do que o dobro dos 128 que atualizaram seus cadastros.

A atualização dos dados cadastrais dos beneficiários do INSS se insere na política de combate às fraudes que o Ministério da Previdência Social tem desenvolvido.

Um levantamento feito pela Assessoria de Pesquisas Estratégicas (APE) do INSS mostrou que em algumas regiões do país existia um número maior de beneficiários com mais de 90 anos do que a população com esta idade registrada pelo Censo do IBGE, destacando a necessidade de atualização dos dados destas pessoas junto à Previdência.

O maior percentual de atualização de cadastros ocorreu no estado de Rondônia, onde 52 dos 174 beneficiários que deveriam atualizar os dados já o fizeram, o que corresponde a 29,89%. Com o falecimento de outros 16 beneficiários no estado, restaram apenas 106 aposentados e pensionistas (60,9% da previsão inicial) ainda por atualizar as informações junto ao INSS.

O Distrito Federal foi o que fez o menor número de atualizações. Dos 1.651 previstos em outubro passado, ainda restam 1.466 (88,79%) a atualizarem os dados, já que nestes meses apenas 108 puseram em dia suas informações, enquanto outros 77 faleceram.

Já o menor número de atualizações ainda por fazer está no estado de Roraima, com 60 beneficiários, que correspondem a 80% dos 75 beneficiários que apareceram na listagem inicial feita em outubro de 2003.

Em São Paulo está o maior contingente de aposentados e pensionistas que deverão colocar em dia as informações existentes no registro do INSS. São 13.737, que correspondem a 75% dos 18.092 inicialmente previstos. Destes, 12.056 moram na área urbana do estado e os demais 831 em regiões rurais.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Domingo, 10 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 09 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)