Cassilândia, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

25/09/2005 10:05

Cafeicultores têm recursos garantidos em 2006, diz Lula

Luciana Vasconcelos / ABr

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva destacou que 70% do café colhido no mundo vêm de propriedades com menos de 10 hectares espalhadas por 60 países e reúnem mais de 25 milhões de pessoas. No Brasil, o café garante uma receita nacional de US$ 2 bilhões e ocupa 8,4 milhões de pessoas. Os cafezais estendem-se por 2,7 milhões de hectares, divididos entre 300 mil produtores em 14 estados.

Segundo Lula, o governo já liberou para a cafeicultura R$ 1,259 bilhão para o financiamento, o custeio e a comercialização do café em 2005 e garantiu que o apoio continuará a ser mantido no próximo ano. "De forma que os cafeicultores não ficarão à mercê das urgências, do sobe e desce das bolsas, conseguindo com isso negociar seu produto pelos preços mais justos", destacou Lula, que participou esta manhã da 2ª Conferência Mundial do Café, em Salvador.

Ele lembrou que o Brasil é o maior produtor mundial de café e caminha para ser o maior consumidor do produto, lugar ocupado hoje pelos Estados Unidos. Segundo ele, o café é a segunda mais importante mercadoria do planeta, atrás apenas do petróleo. No entanto, ele afirmou que a produção do café, diferentemente do combustível, agrega um imenso contingente de pequenos agricultores.

Lua também disse que a reordenação do mercado internacional para o produto "é um capítulo da luta por um comércio mundial mais justo". De acordo com ele, é preciso construir as bases políticas para uma partilha de lucros mais justa e um esforço para garantir a milhares de agricultores melhor qualidade para o produto e para a vida de quem produz.

"Vivemos uma travessia em busca de um maior alinhamento mundial entre a oferta e a demanda, que assegura um novo ciclo de recuperação dos preços. Não podemos, todavia, nos iludir. O desequilíbrio estrutural do mercado se arrasta por quase um século. Uma nova dinâmica favorável aos produtores somente irá se consolidar quando forem corrigidas as assimetrias internas de um negócio que movimenta mais de US$ 90 bilhões por ano", apontou.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 10 de Dezembro de 2016
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)