Cassilândia, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

15/04/2014 07:40

Cadela vira “MacGyver”, consegue escapar do porão de aeronave e complica o dono

Ângela Kempfer, Campo Grande News
Cadela vira “MacGyver”, consegue escapar do porão de aeronave e complica o dono

 

Moca é uma cadela pra lá de invocada. Transformou um embarque tranquilo em cena de comédia do tipo “Férias Frustradas”. Na semana passada, deveria seguir com o dono para Joinville (SC), mas resolveu fugir do porão da aeronave.

Adotada aos 2 meses de vida, a vira-lata nunca foi santa. Mesmo assim, surpreendeu o jornalista Carlos Henrique Braga que foi retirado do voo, 5 minutos depois de embarcar com a notícia sobre a fujona. “Não vi a ‘operação’ toda. Quando cheguei, ela estava ao lado do carro da Infraero, na porta de embarque, cercada por pessoas da TAM e do aeroporto”.

Eram 3 da manhã de quinta-feira, Moca já estava devidamente alojada na caixa de transporte, mas com os dentes rompeu o ferro da grade, arrebentou a trava e arrancou a fita de proteção. “A caixa é tamanho 3, de fibra, não é uma coisa fácil de se fazer. Tinha gente chamando ela de Macgyver, eu prefiro Mocagyver”, brinca o dono.

Livre, Moca saiu do porão pela rampa de bagagens e correu pela pista. O piloto, já na cabine, viu a cena e acionou Infraero e os funcionários do saguão. “Alguns achavam que era um gambá. A Moca é preta, magra, pesa 10 quilos e é muito ágil”.

Depois de dar um baile e ser capturada, o castigo foi algo inevitável. “Como ela danificou a caixa, a TAM disse que não a levaria pelo risco de ela sair de novo e ficar vagando pelo porão, sozinha. Ela podia se machucar ou até mesmo comer um fio do avião, sabe lá o que ela aprontaria se escapasse em pleno voo”, avalia Carlos Henrique.

Apesar do tumulto, Moca não fez inimigos. “Tentaram consertar a caixa, deram carinho para acalmá-la, deram água. Ficou presa naquele bagageiro, antes de ir pro porão...já dava pra ouvir o choro em qualquer lugar do aeroporto”, comenta o dono.

Como a amiga não poderia mais seguir, às 4h da madruga Carlos apelou para o pai que a levou para um veterinário, onde Moca espera a carona de algum voluntário de boa alma que a entregue em Joinville. O dono? Conseguiu embarcar 9 horas depois. “E foi assim que ela não veio, pena, saudade da Moca. Logo ela vem”, lamenta.

 

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
10:00
Receita do dia
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)