Cassilândia, Quarta-feira, 29 de Março de 2017

Últimas Notícias

11/06/2008 18:43

Cadastro Nacional de Adoção será apresentado em MS

TJMS

O desembargador Luis Carlos Figueiredo, do Tribunal de Justiça de Pernambuco, estará em Maceió, nesta sexta-feira (13/06), para apresentar o Cadastro Nacional de Adoção. O evento faz parte da programação do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) que desde o lançamento do Cadastro, em maio, informa sobre a uniformização dos procedimentos para adoção e apresentando as novas diretrizes do Cadastro.

Todos os Tribunais do país terão seis meses para concluir a inclusão dos dados dos candidatos dos pais adotivos e a das crianças a serem adotadas. Depois disso, a inclusão será feita automaticamante.

Em entrevista ao Programa Gestão Legal, da Rádio Justiça, que foi ao ar nesta quarta-feira (11/06), a conselheira Andréa Pachá, explicou que, além de divulgar o Cadastro Nacional de Adoção, as palestras visam esclarecer sobre os procedimentos necessários para inserir os dados das crianças e adolescentes aptos a serem adotados e das pessoas dispostas à adoção. Ela disse que o Cadastro vai facilitar o processo, mas não muda a cultura da adoção no país. "Esse cadastro é importante para dar visibilidade à adoção no país e discutir questões fundamentais no processo de adoção como a raça e a idade das crianças a serem adotadas".

Segundo a conselheira Andréa Pachá, as palestras sobre o Cadastro Nacional de Adoção estão sendo bem recebidas pelos juízes, funcionários da justiça e, principalmente pela população que tem estado mais próxima do Judiciário. O objetivo do CNA, lançado pelo Conselho Nacional de Justiça em 29 de abril passado, é mapear e unificar as informações. O Cadastro irá possibilitar ainda a implantação de políticas públicas na área.

Cronograma de visitas - Dentro do cronograma de visitas aos estados para apresentação do Cadastro Nacional de Adoção (CNA) estão previstas palestras em Natal, no próximo dia 16 com o desembargador Luiz Carlos Figueiredo; nos próximos dias 18, 19 e 20 em Campo Grande, Cuiabá e Curitiba, respectivamente, com a juíza Cristiana de Faria Cordeiro, do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro.

Autoria do Texto:CNJ

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 29 de Março de 2017
Terça, 28 de Março de 2017
21:41
Loteria
06:10
Loterias
Segunda, 27 de Março de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)