Cassilândia, Sábado, 20 de Outubro de 2018

Últimas Notícias

15/07/2014 21:06

Cabos eleitorais terão um papel reduzido nestas eleições

Ludyney Moura, Campo Grande News

Apesar de já estar valendo desde o dia 6 de julho, ao menos metade dos postulantes ao governo estadual ainda não definiu sequer se haverá contratação dos famosos cabos eleitorais, e os que esperam contratar só o farão a partir de agosto. Diante disso a campanha segue tímida no Estado. Com a minireforma eleitoral, regras mais rígidas vão limitar ainda mais a contratação de pessoal.

De acordo com a Lei nº 12.891/2013, a chamada Minirreforma Eleitoral, a contratação direta ou terceirizada de pessoal para prestação de serviços referentes a atividades de militância e mobilização de rua nas campanhas eleitorais deve observá certos limites imposto ao candidato, sob pena de incidirem no crime de abuso do poder econômico.

Apenas o tucano Reinaldo Azambuja já definiu e montou um comitê de campanha. Ele também é o único que admite que vai sim contratar cabos eleitorais, mas isso só vai acontecer a partir do próximo mês de agosto.

O coordenador da campanha de Nelsinho Trad (PMDB), Rodrigo Aquino, revela que a coordenação da campanha do peemedebista ainda está organizando a montagem de um comitê. “Quanto à contratação de cabos eleitorais, ela ainda não está sendo feita. Isso tem a finalidade de estabelecer uma relação mais direta do candidato com o eleitor, e por enquantos estamos utilizando outras ferramentas para isso”, alega.

A assessoria do senador Delcídio do Amara, candidato do PT ao governo, revelou que a contratação de pessoal, bem como outras questões de campanha ainda estão sendo definidas pela equipe de planejamento e coordenação do petista. Os progressistas, do candidato Evander Vendramini, não se pronunciaram sobre a questão até o fechamento da matéria.

Segundo a presidente regional do PSTU, Clea Montezano, a candidatura de professor Monje ao governo do Estado, será feita exclusivamente pela própria militância do partido, de forma voluntária. “Nós somos contra o financiamento de campanhas por empresas privadas. O PSTU defende o financiamento público de campanha, com gastos fixos e previamente definidos para cada cargo em disputa, por isso vamos trabalhar dentro das nossas possibilidades, tudo feito pela classe trabalhadora”, pontua a socialista.

Opinião semelhante possui o PSOL, de Sidney Melo, que também aposta na militância do partido para fazer o corpo a corpo com o eleitor na busca por votos. As siglas de orientação de extrema esquerda, enfrentam, além da falta de verba para enfrentar as grande coligações, o pouco tempo de propaganda de rádio e TV para conquistar o eleitorado.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 19 de Outubro de 2018
09:00
Santo do Dia
04:16
Cassilândia
Quinta, 18 de Outubro de 2018
11:00
Mundo Fitness
09:00
Santo do Dia
Quarta, 17 de Outubro de 2018
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)