Cassilândia, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

28/05/2004 09:04

Brasileiro está insatisfeito com alimentação

Agência Câmara

Quando o assunto é alimentação, metade dos brasileiros está insatisfeita. 47% da população consideram insuficiente a dieta que consomem. Desse total, cerca de 14% afirmam que a regra é não ter os alimentos necessários. Já para o restante, o alimento falta "às vezes". Os dados fazem parte da pesquisa sobre orçamento familiar realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística.
Para o professor Renato Maluf, integrante do Conselho Nacional de Segurança Alimentar, a pesquisa reforça a necessidade de soluções diferenciadas de combate à fome, como o programa Bolsa-Família, o aumento no nível de emprego e a implementação de restaurantes populares.

Mudança qualitativa
O estudo do IBGE apontou não somente a falta de comida na mesa, mas a mudança na forma de se alimentar e no peso que a dieta tem no orçamento doméstico. Segundo o Instituto, em 1974 os alimentos representavam 34% dos gastos de uma família. Hoje, eles respondem por apenas 20% das despesas.
A coordenadora da pesquisa, Márcia Quintslr, explica que essa queda não significa que o brasileiro está comendo menos. "Essa redução da participação dos gastos com alimentos é motivada por alguns fatores: redução de preços de alimentos, melhor acesso, com uma rede de distribuição mais adequada. Além disso, outros gastos, como habitação e transporte, ganharam uma importância maior no orçamento familiar", explica.
Outro dado importante captado pela pesquisa é a queda do consumo de alimentos tradicionais, como feijão, arroz, pão e leite nas residências, enquanto os alimentos pré-prontos registraram caminho inverso. Segundo a pesquisadora, isso acontece porque as pessoas passaram a comer mais fora de casa. "A queda no consumo desses alimentos reflete o tamanho menor da família. Também está influenciado pela maior presença da mulher no mercado de trabalho, o que aumenta a incidência da alimentação fora de casa", analisa.
Márcia Quintslr informou que, no segundo semestre, o IBGE pretende aprofundar a análise dos dados sobre a alimentação do brasileiro. De acordo com ela, os pesquisadores pretendem comparar a qualidade dos cardápios adotados por várias faixas de renda com o peso e a altura das pessoas e ainda sobre a avaliação que elas próprias fazem da dieta que adotam. O objetivo é subsidiar políticas públicas de segurança alimentar.



Reportagem - Alexandre Pôrto
Edição - Patricia Roedel

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
10:00
Receita do dia
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)