Cassilândia, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

16/04/2006 16:53

Brasileiras são vítimas de tráfico sexual

Irene Lôbo/ABr

As mulheres que migraram para trabalhar na indústria do sexo na Europa compartilham das mesmas características sócio-econômicas das que são deportadas e retornam ao Brasil pelo aeroporto de Guarulhos (São Paulo).

A constatação é da pesquisa "Indícios de tráfico de pessoas no universo de deportadas e não admitidas que regressam ao Brasil via o aeroporto de Guarulhos", realizada em março e abril de 2005 a pedido do Escritório das Nações Unidas contra Drogas e Crime (Unodc).

A constatação permite concluir que parte das mulheres brasileiras deportadas ou não admitidas na Europa são vítimas de tráfico internacional com fins de exploração sexual.

O estudo mostra que há um estereótipo das brasileiras de certas camadas sociais, cor de pele e estilo de corpo que as define como prostitutas no exterior. A pesquisa revelou que as mulheres que se encaixam nesse perfil recebem em geral tratamento humilhante nos aeroportos internacionais.

"Várias fazem questão de denunciar esse tratamento às autoridades do Brasil. Com razão, pois motivo nenhum justifica os maus tratos a que são submetidas nos aeroportos dos países do Primeiro Mundo", diz a pesquisa do Unodc.

Segundo a pesquisa, 25% das 175 mulheres entrevistadas que foram deportadas afirmaram que ofereceram serviços sexuais na Europa. O discurso das mulheres faz referência a redes criminosas organizadas, organizações que oferecem viagens a mulheres que acabam trabalhando na prostituição.

De acordo com o Código Penal Brasileiro, oferecer facilidades como viagens para que brasileiras trabalhem como prostitutas no exterior caracteriza tráfico internacional de pessoas. A pena, prevista no artigo 231 do Código Penal, varia de seis a 16 anos de prisão.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 12 de Dezembro de 2017
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
10:00
Receita do dia
Domingo, 10 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)