Cassilândia, Terça-feira, 19 de Setembro de 2017

Últimas Notícias

24/11/2004 13:30

Brasil vende US$ 2 bi em carne

Famasul Noticias

As exportações brasileiras de carne bovina totalizaram 1,5 milhão de toneladas - pelo conceito equivalente-carcaça, que envolve carne in natura e industrializada - nos primeiros dez meses deste ano, no valor de US$ 2,021 bilhões. Os dados divulgados ontem pela Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) confirmam o Brasil, pelo segundo ano consecutivo, como o maior exportador mundial de carne bovina.

De janeiro a outubro do ano passado, o Brasil exportou 1 milhão de toneladas de carne, gerando US$ 1,194 bilhão em divisas. No início deste ano, o presidente do Fórum Nacional da Pecuária de Corte da CNA, Antenor Nogueira, estimou que ao longo de 2004 o Brasil exportaria 1,5 milhão de toneladas e obteria um faturamento de US$ 2 bilhões.

- Esse resultado já foi alcançado nos dez primeiros meses do ano - afirmou ontem Nogueira.

Ele argumentou, no entanto, que a partir de agora novos crescimentos das exportações de carnes dependem muito de ajustes no mercado interno, ou seja, da melhor remuneração ao produtor. Pesquisa realizada pela CNA e pelo Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada da Universidade de São Paulo (Cepea/USP) mostra que ao mesmo tempo em que houve aumento de faturamento e de volumes exportados, o preço pago pelo boi gordo ao pecuarista não pára de cair no mercado interno. A análise considera a situação de nove estados - GO, MG, MT, MS, PA, PR, RS, RO e SP - que concentram 78% do rebanho nacional, de 190 milhões de cabeças.

De acordo com o estudo da CNA e Cepea/USP, entre janeiro e outubro o preço do boi caiu 2,13%, enquanto que os custos de produção (medidos pelo conceito de Custos Operacionais Totais - COT) subiram 9,04%.

- Os custos totais da pecuária de corte devem subir mais de 10% este ano. Seria preciso que o preço do boi recuperasse pelo menos essa perda para manter as margens do pecuarista - disse Nogueira. Segundo ele, de janeiro a outubro, por exemplo, os preços da suplementação mineral - que representa 15% dos custos da pecuária de corte - subiram 12,26%.

- Isso desestimula o produtor, que começa até mesmo a abater matrizes para cumprir seus compromissos, o que pode comprometer o crescimento do rebanho em médio prazo - afirmou Nogueira. Para evitar que seja firmado um cenário de desestímulo a investimentos no campo seria necessário haver o repasse, ao mercado interno, dos ganhos obtidos nas exportações. De janeiro a outubro deste ano, a tonelada da carne exportada ficou em US$ 2.141, preço 19% maior que o obtido no ano passado.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 19 de Setembro de 2017
Segunda, 18 de Setembro de 2017
22:10
Loteria
Domingo, 17 de Setembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 16 de Setembro de 2017
20:39
Loteria
20:37
Loteria
20:34
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)