Cassilândia, Terça-feira, 23 de Outubro de 2018

Últimas Notícias

17/12/2004 10:14

Brasil recebe US$ 1 bilhão do BID para programas sociais

Juliana Cézar Nunes / ABr

O Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) aprovou esta semana um financiamento de US$ 1 bilhão para o Brasil usar na consolidação do sistema de proteção social. Os programas mais beneficiados com esses recursos serão o Bolsa Família e o Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (Peti). Outro empréstimo já garantido no exterior é o do Banco Mundial (Bird). Está previsto o repasse US$ 572,2 milhões em benefício do principal programa de transferência de renda do governo federal.

"Esses recursos vão ajudar o país na redução da pobreza e da desigualdade. Eles garantem que as metas do Bolsa Família sejam atingidas", afirma o assessor da secretaria-executiva do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à fome, Valdomiro Souza. Segundo ele, não está prevista ampliação nas metas. "O governo já trabalhava com a possibilidade da aprovação desses bancos internacionais. Vamos melhorar muitos componentes institucionais. Com ajuda da Enap, os nossos gestores agora vão se aprimorar."

De acordo com o assessor, o empréstimo do Bid poderá ser pago em 25 anos, com taxas de juros abaixo do valor praticado no mercado. O financiamento do Bird, por sua vez, tem prazo de 17 anos para ser pago. "Com os financiamentos, o orçamento previsto para o Bolsa Família será mantido sem receio de instabilidade ou contigenciamento", conta Souza. "Em 2004, o orçamento do Bolsa Família foi de R$ 5,6 bilhões. Para 2005, estão previstos R$ 6,5 bilhões."

No caso do BID, o assessor do ministério explica que o sistema de financiamento aprovado, baseado em um modelo chamado SWAp (Sector-Wide Approach), demonstra a confiança do banco ao estabelecer uma parceria com o Brasil. Por esse sistema - pela primeira vez usado pelo BID - a instituição financeira irá se basear em auditorias da Controladoria-Geral da União (CGU) para verificar se o dinheiro está sendo bem aplicado.

Dos US$ 1 bilhão do BID, US$ 983 millhões serão usados no formato de reembolso pelas ações desenvolvidas com recursos federais entre 2004 e 2006. Os outros US$ 15,7 milhões estão destinados aos componentes institucionais. Entre eles, a compra de 3 mil computadores para municípios e a ampliação do cadastro único. A intenção do governo federal é incluir todas as famílias beneficiadas pelo Peti no cadastro, evitando sobreposição de benefícios.

Dos US$ 572 milhões do Bird, US$ 551 milhões também serão usados para reembolso. Outros US$ 15 milhões vão para a compra de equipamentos, aprimoramento do cadastro único, avaliação do processo e apoio no controle de condicionalidades do bolsa Família como freqüência escolar, acompanhamento nutricional e participação nos programas de saúde.

O Bolsa Família foi criado no início do governo Lula para unificar os programas de transferências de renda (bolsa-escola, cartão alimentação, vale gás). O valor médio dos benefícios passou de R$ 24 para R$ 73. Cerca de 6,5 milhões de famílias, em 5,4 mil municípios, estão cadastradas. A meta de 2004 já foi alcançada. Para 2005, a previsão é de aumentar o número de beneficiados para 8,7 milhões e, para 2006, 11,2 milhões de famílias.

No caso do Peti, a intenção do governo é beneficiar as cerca de 2,5 milhões de crianças em situação de trabalho infatantil no Brasil. Criado em 1996, o Peti prevê uma bolsa de R$ 40 para as crianças da zona urbana e, R$ 25, para as crianças da área rural. Além da bolsa, são oferecidas atividades extra-escolares (jornada ampliada) para os meninos e meninas que até então trabalhavam para ajudar no sustento da família. Aos pais, o programa proporciona oficinas de capacitação com vistas à inserção no mercado de trabalho.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 23 de Outubro de 2018
Segunda, 22 de Outubro de 2018
11:00
Mundo Fitness
10:00
Receita do dia
09:00
Santo do Dia
Domingo, 21 de Outubro de 2018
11:00
Mundo Fitness
09:00
Santo do Dia
Sábado, 20 de Outubro de 2018
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)