Cassilândia, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

01/09/2004 13:07

Brasil quer vender álcool para o Japão

Mapa Imprensa

A pedido do ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Roberto Rodrigues, o presidente da Câmara Setorial da Cadeia Produtiva do Açúcar e do Álcool, Luis Carlos Correia Carvalho, viaja hoje (1º/9) para Tóquio, onde discutirá a abertura do mercado japonês ao álcool brasileiro. Ele manterá contatos com autoridades governamentais e órgãos de financiamento do agronegócio nas áreas de pesquisa e produção de combustíveis alternativos para demonstrar que a tecnologia do biocombustível e do etanol já está consolidada no Brasil.

Durante dois dias (nas próximas quinta e sexta-feira), ele cumprirá uma intensa agenda de negociações para articular futuras parcerias com os japoneses. Carvalho manterá audiências no Ministério da Agricultura, Floresta e Pesca, no Ministério da Economia, Comércio e Indústria, no Banco Japonês de Cooperação Internacional (JBIC) e na Organização para o Desenvolvimento de Novas Energias e Tecnologia Industrial (NEDO).

Nesses encontros, Carvalho vai reafirmar o que o ministro Roberto Rodrigues tem dito aos japoneses: o Brasil está pronto para ser um parceiro constante e confiável do Japão no fornecimento de álcool para a mistura à gasolina. No ano passado, o governo japonês autorizou a mistura de até 3% de álcool anidro na gasolina. Desde então, o Japão vem demonstrando interesse em importar o produto brasileiro.

O presidente da Câmara Setorial da Cadeia Produtiva do Açúcar e do Álcool também tratará com os dirigentes da NEDO dos estudos, estruturação e desenvolvimento do Pólo de Biocombustíveis de Piracicaba (SP), retomando as negociações iniciadas pelo ministro Roberto Rodrigues, quando esteve naquele país, no final de maio. Será discutida também a agenda de encontros que o presidente da NEDO na área de álcool, Naoki Nishio, cumprirá durante visita ao Brasil, em outubro.

Com a diretoria do JBIC, Carvalho vai avaliar projetos de ampliação da área de plantio de cana-de-açúcar, instalação de novas destilarias e a melhoria da infra-estrutura de exportação. O JBIC já manifestou interesse em liberar uma linha de crédito destinada a incentivar a produção brasileira de álcool para atender o mercado japonês. Com a mistura de 3% de álcool na gasolina, abre-se uma perspectiva do Japão importar, a médio prazo, cerca de 2 bilhões de litros de etanol por ano.



Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)