Cassilândia, Domingo, 20 de Setembro de 2020

Últimas Notícias

14/11/2003 13:01

Brasil pode disputar tênis de mesa no para-olímpico

Ana Luiza Gomes/ABr

O Brasil vêm crescendo muito no tênis de mesa e pretende participar em Atenas com quatro ou cinco mesa-tenistas. A afirmação é do presidente do Comitê Para-Olímpico Brasileiro, Vital Severino Neto. Em entrevista à NBr, TV a cabo da Radiobrás, ele afirmou que essa é uma possibilidade clara e possível. Tudo porque na última para-olimpíada o Brasil ocupou um lugar de destaque, conquistando 06 medalhas de ouro, 10 de prata e 06 de bronze. "Outro fato muito positivo foi que, para a tristeza brasileira, o esporte olímpico não conseguiu uma medalha de ouro, e o para-olímpico sim. Isso foi uma salvação nacional. O orgulho do brasileiro foi ressaltado", revela.

Um reflexo desse reconhecimento é a Lei Agnelo-Piva, aprovada em 2001, que destina um percentual da arrecadação das loterias para o esporte nacional para eses atletas e para o COB. Com esses recursos repassados, o comitê criou a bolsa-incentivo, que facilita o treinamento e dedicação dos atletas ao esporte. E além da bolsa, o comitê estabeleceu um adicional por conquista, para premiar aquele atleta que faz parte da seleção permanente e conquistou uma medalha. Desde 2001, cada medalhista de ouro em para-olimpíada tem recebido um adicional de R$ 3000,00, por mês, o de prata R$ 1800,00 e o de bronze R$ 1200,00. "Paralela à questão do esporte, existe uma inserção profissional, ou seja, vagas técnicas são oferecidas a esses atletas", ressalta Vital.

Com a dedicação dos atletas e a ajuda, tanto do governo, como da sociedade, Vital espera repetir o feito de Sidney e "porque não dizer, melhorar a nossa posição dentro do ranking internacional". As modalidades que o Brasil têm mais possibilidades de repetir o sucesso são: atletismo, natação (que são chefes do para-olimpismo brasileiro), o judô, o futebol de 7 jogadores (futebol para paralisados cerebrais), e o futebol de 5, praticado por deficientes visuais, esporte bicampeão do mundo que estréia na para-olimpíada.

Vital explica que, para se participar das para-olimpíadas, cada modalidade possui a sua especificidade. Segundo ele, no início de dezembro, o Brasil estará em Mar del Plata, na Argentina, buscando vagas para as para-olimpíadas de Atenas em equitação, vôlei, basquete, atletismo, natação e ciclismo.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 20 de Setembro de 2020
Sábado, 19 de Setembro de 2020
Sexta, 18 de Setembro de 2020
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)