Cassilândia, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

03/09/2004 14:12

Brasil exporta carne ''in natura'' para Estados Unidos

Maurício Cardoso/ABr

Até meados de 2005, o Brasil deve iniciar a exportação de carne bovina “in natura” para os Estados Unidos e abrir novos mercados para o produto brasileiro, sobretudo entre os países asiáticos. De acordo com o presidente do Fórum Nacional Permanente de Pecuária de Corte da Confederação Nacional da Agricultura, Antenor Nogueira, o sucesso das negociações com os Estados Unidos vai contribuir para a abertura de novos mercados que se baseiam nas análises sanitárias americanas para a importação de carne. É o caso do Japão, por exemplo, que só compra de países que exportam para os Estados Unidos.

O próximo passo, segundo Antenor Nogueira, será a derrubada das barreiras tarifárias que inviabilizam o acesso da carne brasileira aos chamados “tigres asiáticos”, atualmente os maiores compradores de carne do mundo. “Ainda existem barreiras que proíbem que o Brasil tenha acesso a esses mercados”, lamentou. Neste ano, o Brasil deve exportar 1,6 milhão de toneladas de carne bovina, com um faturamento acima de US$ 2 bilhões.

Nogueira explicou que, apesar de ser o maior exportador mundial de carne bovina, o Brasil ainda está fora de 60% do mercado consumidor internacional. “Exportamos para 104 países que representam 40% do mercado mundial. Ainda não participamos de 60% do mercado”. Ele garantiu que o Brasil tem os principias requisitos para conquistar novos mercados e triplicar sua participação no mercado - qualidade, pontualidade e reconhecimento internacional.

“Temos uma carne natural, praticamente orgânica. Uma carne feita em pastagens, sem antibiótico, sem hormônios e com maior segurança alimentar. E é isso que o consumidor mundial deseja”, ressaltou. O clima brasileiro, com períodos de chuva e de seca bem definidos, é outra vantagem para o gado nacional. “O clima contribui para que vários tipos de doenças, infecções e outras endemias não sejam considerados dentro do nosso território”, explicou Antenor Nogueira.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)