Cassilândia, Quarta-feira, 01 de Março de 2017

Últimas Notícias

24/06/2006 20:22

Brasil enviará missão diplomática ao Timor Leste

Agência Lusa

Uma missão diplomática brasileira deverá viajar para o Timor Leste no final da próxima semana. De acordo com a assessoria do Ministério das Relações Exteriores, a viagem está confirmada, mas falta ainda definir a data do embarque de diplomatas e representantes do governo em áreas como educação, saúde, justiça e defesa.

Em entrevista à Agência Lusa , o subsecretário geral para a África, Ásia, Oceania e Médio Oriente, Pedro Motta, disse que a missão ficará no Timor entre 30 de junho e 4 de julho. O objetivo seria compreender a crise no país e reforçar as parcerias com o governo timorense.

"Queremos manter a cooperação com Timor Leste e, eventualmente, ajustá-la às circunstâncias atuais, como na área eleitoral, por exemplo, com a proximidade das eleições, marcadas para Abril de 2007", afirmou Motta. "Estamos muito preocupados. É urgente que as Nações Unidas assumam o seu papel de manutenção da paz e da estabilidade política e social de Timor Leste", acrescentou.

De acordo com o embaixador, a missão brasileira ao Timor Leste foi constituída a pedido do ministro Celso Amorim. Ela estaria totalmente desvinculada da missão da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa no país, da qual o Brasil participa por meio do novo diretor da Agência Brasileira de Cooperação, Luiz Henrique Fonseca.

A crise no Timor Leste começou em abril, com conflitos envolvendo militares e políticos. Cerca de 600 militares foram dispensados pelas forças armadas timorense. Eles afirmam ter sido alvo de discriminação étnica por parte dos superiores. Nos embates, mais de 30 pessoas já morreram e 145 mil tiveram de abandonar suas casas.

Na última quinta-feira (22), o presidente do Timor, Xanana Gusmão, ameaçou pedir demissão caso o primeiro-ministro Mari Alkatiri não deixasse o cargo. Gusmão acusa o primeiro-ministro e seus aliados políticos de contribuírem para a crise.

Amanhã (25), Alkatiri deverá anunciar a própria saída, no congresso do partido pelo qual foi eleito (Fretlin). Hoje (24), centenas de manifestantes foram ao parlamento timorense e fizeram um fechamento simbólico, usando uma fita azul nas portas. Eles defendem a dissolução do parlamento caso o primeiro-ministro não renuncie ao cargo.

Cerca de 150 brasileiros moram no Timor Leste. A maior parte deles atua nos programas de cooperação em áreas como cultura, saúde e educação.



Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 01 de Março de 2017
Terça, 28 de Fevereiro de 2017
Segunda, 27 de Fevereiro de 2017
Domingo, 26 de Fevereiro de 2017
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)