Cassilândia, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

24/08/2015 07:30

Brasil é o terceiro país que mais trafica animais silvestres no mundo

Portal Segs

R$ 7 bilhões é o número que ilustra a movimentação do tráfico de animais no país na última década. Os dados são da RENCTAS (Rede Nacional de Combate ao Tráfico de Animais Silvestres), que também divulgou que mais de 38 milhões de animais são retirados da natureza, de forma ilegal, a cada ano. Segundo Rafael Goelzer, diretor da Quinta da Estância, fazenda responsável pelo primeiro criadouro do Brasil.

Goetzer, explica que a situação é ainda mais crítica do que parece. “Essa é a terceira atividade ilícita no país, perdendo apenas para o tráfico de drogas e armas. Vale lembrar que grande parte do tráfico não é alvo de investigação e segue às margens das estatísticas”, diz.

A Quinta da Estância criou o 1° Criadouro Conservacionista do Brasil com finalidade pedagógica. O projeto abriga cerca de 120 espécies. “Os animais são tratados com cuidados especiais até estarem prontos para voltar ao habitat natural. No entanto, muitos deles acabam ficando aqui devido à gravidade dos maus tratos a que foram submetidos”, revela. Infelizmente apenas 10% dos animais chegam com vida, pois o transporte e o armazenamento são precários e sem condições de atendimento.

Goelzer explica que as quadrilhas envolvidas são bem estruturadas e que 70% do comércio é para o consumo interno. “Apenas 30% é exportado, ou seja, somos nós que alimentamos o problema”, acrescenta. Entre as soluções apontadas por ele está a conscientização das crianças e adolescentes. “A educação é a maior arma contra o contrabando de animais, pois os pequenos e seus sucessores são os que defenderão o planeta amanhã. É preciso passar adianta o respeito e carinho para com os animais”, conclui.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 04 de Dezembro de 2016
09:00
Maternidade
Sábado, 03 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)