Cassilândia, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

26/05/2009 19:49

Brasil e Japão negociam acordo previdenciário

Mylena Fiori, Campo Grande News

Brasília - O Brasil e o Japão poderão fechar, ainda neste ano, acordo previdenciário que garantirá proteção social e contabilização de contribuições feitas nos dois países para fins de aposentadoria. As negociações, iniciadas em 2005, ganharão novo impulso no próximo mês, quando uma missão do governo brasileiro irá ao Japão tratar dos detalhes do futuro acordo.

“Nossa insistência com o governo japonês é para acelerar esse processo", disse o secretário executivo do Ministério da Previdência Social, Carlos Eduardo Gabas. Segundo ele, já foram realizadas três reuniões técnicas, há um texto formatado do documento e espera-se o fechamento do acordo durante a viagem ao Japão, para que se possa partir para os trâmites formais de assinatura e ratificação pelos congressos dos dois países.

No Brasil, existem cerca de 92 mil japoneses, enquanto há 317 mil brasileiros vivendo e trabalhando no Japão. “Os japoneses que estão aqui, na sua maioria, vieram no início do século, já são brasileiros. Já os brasileiros que vão para o Japão, os dekasseguis, vão como mão de obra para a economia japonesa e dependem mais desse acordo”, frisa o secretário.

Segundo informações do Ministério da Previdência, grande parte dos brasileiros residentes no Japão não está inscrita no sistema previdenciário japonês devido ao caráter provisório de sua permanência no país. O governo brasileiro acredita que o acordo servirá de incentivo para entrada no sistema, uma vez que permite a portabilidade do tempo de contribuição entre os países.

O Brasil já tem acordos desse tipo com Cabo Verde, Chile, Espanha, Grécia, Luxemburgo, Itália e Portugal, além de acordo multilateral do Mercosul. O Acordo Ibero-Americano de Segurança Social, assinado em novembro de 2007 por 22 países, aguarda ratificação pelo Congresso brasileiro, assim como o que foi firmado com a Holanda, o novo acordo com o Chile e o acordo complementar com a Espanha, além de uma alteração no acordo com Portugal.

Também estão em negociação acordos internacionais de Previdência com a Alemanha, a Bélgica, o Canadá, a Coreia, os Estados Unidos, a França, o México, a Síria, a Ucrânia e a Colômbia, entre outros países, além da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa.


Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 04 de Dezembro de 2016
09:00
Maternidade
Sábado, 03 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
06:50
Loterias
Sexta, 02 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)