Cassilândia, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

05/07/2006 15:31

Brasil defende proibição de importar pneus usados


Uma delegação brasileira liderada pela ministra do Meio Ambiente, Marina Silva, afirmou hoje na Organização Mundial do Comércio (OMC) que o veto do país à importação de pneus usados procedentes da União Européia (UE) não se deve a razões comerciais, mas ecológicas e de saúde pública.

"Os pneus recauchutados são a principal fonte de proliferação de mosquitos transmissores da dengue, uma doença detectada em 25 dos 27 estados brasileiros", disse a ministra em seu discurso na sede da OMC, em Genebra. Marina Silva acrescentou que a indústria nacional de reciclagem não consegue dar conta da produção própria.

A ministra disse que a UE considera que a proibição brasileira às importações européias de pneus usados responde a interesses puramente comerciais, já que esses produtos competem com os nacionais, que saem mais caro para as empresas brasileiras.

A UE pediu em maio de 2005 à OMC que, através de seu órgão de solução de diferenças, resolva se a proibição brasileira é lícita ou se, como sustenta Bruxelas, responde a uma tentativa encoberta de proteger sua indústria da concorrência estrangeira.

Em 20 de janeiro, a OMC constituiu um grupo de analistas que estuda o caso e que chamou delegações das duas partes, assim como de outros países interessados, para que exponham durante esta semana seus argumentos.

A ministra brasileira explicou que, ao contrário dos pneus novos, os recauchutados - desgastados, a que se coloca uma nova camada de borracha para serem reutilizados -, "não podem voltar a ser reciclados, por isso é o Governo do Brasil quem terá que se responsabilizar por eles" após uma vida útil muito curta.

Apesar de haver uma proibição brasileira desde 1991, em 2005 entraram no país cerca de 11 milhões de pneus usados procedentes da UE, que costumam ser comprados por companhias brasileiras por US$ 0,20 a peça e, após serem remodelados, são vendidos por mais de US$ 60, segundo a delegação do Brasil.

Marina Silva falou em entrevista coletiva à Efe que os pneus jogados fora constituem uma ameaça para a saúde pública, já que são um lugar perfeito para a reprodução de mosquitos transmissores da dengue, da febre amarela e da malária, entre mais de 70 doenças. A ministra acrescentou que a queima desses pneus lança à atmosfera substâncias muito tóxicas. "Não contamos com suficientes meios para reciclar esses pneus de forma segura, adequada e economicamente viável", ressaltou.

O Brasil produz cerca de 40 milhões de pneus novos ao ano e importa entre 18 e 20 milhões, o suficiente para abastecer a indústria local de reciclagem, explicou a ministra.

Segundo a delegação brasileira, proibições similares às do Brasil existem em Argentina, Venezuela, Marrocos, Tailândia, Paquistão e Nigéria, entre outros países. O Brasil, no entanto, é o principal destinatário dos pneus usados da Europa.

Após escutar esta semana os argumentos das diferentes partes, os analistas da OMC terão dois meses para estudar a documentação reunida e em setembro voltarão a convocar as delegações. A OMC pode emitir sua opinião sobre a disputa em novembro.



Agência EFE

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)